IPVA em SP ficará 7,2% mais barato

Valor se baseia em levantamento da Fipe.

Por Automotive Business
  • 18/11/2010 - 17:34
  • | Atualizado há 2 months
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Redação AB

    O IPVA, Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, ficará mais barato em São Paulo em 2011. A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo divulgou nesta quinta-feira, 18, a tabela com os valores venais calculada pela Fipe -- Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas e utilizada para definir o imposto da frota tributável.

    O levantamento registrou queda média de 7,2% nos preços de venda praticados no varejo. Somente motos e similares tiveram retração acima da média (queda de 9,1%). Para os automóveis o preço médio ficou 7% menor em relação ao ano passado. Caminhões, ônibus e microônibus terão diminuição de 5,8% e os utilitários de 5%. A tabela poderá ser consultada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, 19, ou em www3.fazenda.sp.gov.br/ipvanet.

    A pesquisa realizada pela Fipe levou em consideração o preço médio dos automóveis praticado no mercado no mês de setembro de 2010 para calcular o IPVA. Não houve alteração de alíquotas no imposto: os automóveis movidos a gasolina e os bicombustíveis recolherão 4% sobre o valor venal; carros a álcool e gás pagam 3%; picape cabine dupla, 4%; utilitários (cabine simples), ônibus, microônibus e motocicletas pagam 2% sobre o valor venal. Os caminhões recolhem 1,5%. Veículos com mais de 20 anos de fabricação são isentos.

    A Fazenda prevê arrecadar R$ 9,5 bilhões com o IPVA em 2011. Deste total, 50% pertencem aos municípios de registro dos veículos. Dados preliminares do IPVA 2010 mostram que a Fazenda arrecadou até outubro deste ano R$ 8,7 bilhões. A projeção do Fisco é fechar dezembro com o total de R$ 8,9 bilhões.