JAC Motors apresenta cinco veículos elétricos

iEV40 tem a mesma carroceria do T40, o que ajuda a reduzir os custos de reparação. O carro mede 4,13 m

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 16/09/2019 - 20:21
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 3 minutos de leitura

    A JAC Motors apresentou de uma só vez cinco veículos totalmente elétricos, sendo três carros de passeio, uma picape de cabine dupla e um caminhão urbano com seis toneladas de Peso Bruto Total (PBT). Um deles já está à venda, o iEV40. O modelo tem a mesma carroceria do T40, SUV lançado há pouco mais de dois anos. Ele mede 4,13 metros e chega por R$ 153,9 mil. O valor é pouco maior que os R$ 149.990 pedidos pelo Renault Zoe, mas 21% mais em conta que um Nissan Leaf, tabelado em R$ 195 mil.

    “Trarei 30 unidades por mês desse carro até dezembro”, afirma o presidente da JAC Motors do Brasil, Sérgio Habib.



    O empresário, no entanto, evita projeções para este e outros modelos elétricos. O iEV40 e todos os próximos lançamentos serão vendidos nas 21 concessionárias que restaram da rede JAC. Ela surgiu em março de 2011 com a abertura simultânea de 46 revendas, cresceu, mas acabou encolhendo diante do aumento da tributação sobre carros importados e também da crise político-econômica que afetou o País, especialmente entre os anos de 2014 e 2016, inviabilizando a produção local da montadora.

    A JAC firmou parcerias com o banco Santander, que venderá os carros com taxa de 0,77% ao mês, com a seguradora Sura e com a empresa de energia EDP, que fornecerá carregadores domésticos para 220 volts do tipo wall box (fixos na parede) por R$ 8,5 mil.

    Segundo a JAC eles são capazes de elevar a carga da bateria para 80% em quatro horas. Outro carregador, este portátil e vendido com acessório a R$ 3.990, demora 14 horas para completar a carga, também em 220 V. Em eletropostos de carga rápida (tomada trifásica de 380 V) a bateria chega a 80% em uma hora.

    O iEV40 tem 115 cv. Acelera de zero a 100 km/h em 9,8 segundos e atinge 140 km/h de velocidade máxima. Em um pequeno test drive a impressão foi boa. As respostas ao acelerador são rápidas e o nível de equipamentos surpreende. O carro acompanha o trânsito com facilidade. A autonomia máxima é de 300 km, mas cai para cerca de 250 km em uso cotidiano e com ar-condicionado ligado, segundo a JAC Motors.

    A lista de equipamentos de série inclui ar-condicionado automático, câmera 360 graus, central multimídia com tela de oito polegadas e faróis ajustáveis. Segundo a JAC, o custo por quilômetro rodado é de R$ 0,07, ante R$ 0,39 do JAC T40, seu “irmão” movido a gasolina. A garantia do carro é de cinco anos.

    COMPACTO iEV20 CHEGA EM JANEIRO


    O próximo modelo a chegar é o iEV20, um hatch pequeno com aparência aventureira. O preço sugerido é de R$ 119,9 mil. A autonomia é de até 400 km. Ele mede 3,77 metros e tem potência de 68 cv. A velocidade máxima é de apenas 112 km/h, um problema em rodovias de 120 km/h. Na cidade o carrinho agradou, exceto por alguns barulhinhos de acabamento. Completo, ele traz ar-condicionado, câmera de ré, central multimídia com tela de sete polegadas, controlador automático de velocidade, bancos de couro e faróis ajustáveis.
    iEV20 mede 3,77 m e test-drive também causou boa impressão. Chega em janeiro por R$ 119,9 mil

    OUTROS LANÇAMENTOS


    A JAC trará em julho de 2020 o iEV60. Ele equivale ao utilitário esportivo T60, cuja versão a gasolina chega ao Brasil até o fim do segundo semestre de 2019. Maior, ele mede 4,40 metros. Tem 150 cv e autonomia até 400 km em modo econômico ou 350 km em uso cotidiano. O iEV60 não estava disponível para avaliação. O preço estimado é de R$ 198,9 mil.

    iEV60 vem só em julho, com autonomia até 400 km. Preço já foi divulgado: R$ 198,9 mil

    Automotive Business pôde andar na picape iEV330P, com cabine dupla e porte semelhante ao de caminhonetes médias como Toyota Hilux e Chevrolet S10. A JAC Motors desenvolve uma equipe dedicada a vendas corporativas para esses veículos, com projetos customizados e implementos. A empresa de energia CPFL será a primeira a receber as picapes. Serão 12 unidades antes mesmo do lançamento, previsto para abril, com tabela de R$ 229,9 mil.


    Picape será oferecida para companhias como a CPFL, que começa a testar 12 unidades antes do lançamento, previsto para abril. Suspensões não agradaram

    Numa volta rápida de cerca de dez quilômetros a picape desapontou pela falta de acerto das suspensões. Ela é muito desconfortável em piso irregular. O desempenho é outro problema. A velocidade máxima é de apenas 97 km/h. A JAC garante que a versão que chega em abril do ano que vem tem suspensões diferentes da unidade avaliada. Além dela vem até novembro de 2019 o caminhão urbano iEV1200T, que também será avaliado por empresas de distribuição interessadas na economia durante o abastecimento. O preço informado é de R$ 259,9 mil.