KSPG deseja maior presença no pós-venda

Empresa está alterando as embalagens para prevenir-se das falsificações

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 16/04/2013 - 19:09
  • | Atualizado há 2 months
  • 59 segundos de leitura
    A KSPG Automotive, fabricante dos pistões KS, quer aumentar sua presença no mercado de reposição. Atualmente, 50% seu faturamento provém do fornecimento às montadoras; a parcela da reposição é de 15% aproximadamente. "Queremos aumentá-lo em 15% este ano", afirma o diretor-geral, Claus von Heydebreck. A informação foi divulgada terça-feira na Automec, Feira Internacional de Autopeças que ocorre até 20 de abril no Anhembi.

    Uma das formas a ser utilizadas para ampliar essa participação será pelo centro de treinamento da fábrica de Nova Odessa: "Lá, os mecânicos têm contato com diferentes motores, inclusive a diesel", diz o executivo, que crê no fortalecimento da imagem da empresa entre esses profissionais.

    "Existe uma enorme demanda por treinamento e aperfeiçoamento", afirma. A KSPG tem uma divisão exclusiva para vendas e prestação de serviços ao mercado de reposição da América Latina. O executivo não falou sobre investimentos diretamente relacionados ao Inovar-Auto, mas garante que a fábrica recebe investimentos constantes e alterações de layout para produzir pistões com propriedades mecânicas superiores.

    Outra forma encontrada pela empresa para reforçar a imagem de seus componentes foi a criação de novas embalagens contra pirataria, dotadas de uma etiqueta holográfica e selo de fechamento. A fase de transição entre as caixas antigas e novas levará cerca de 12 meses.

    A KSPG teve 4,5 bilhões de euros de faturamento em 2012 em todo o mundo. Além de pistões, a empresa produz camisas, bronzinas bielas, anéis, comandos de válvulas, bombas d'água, bombas de combustível, de vácuo, filtros e outros componentes para o motor.