Líder na venda de caminhões, Mercedes quer atrair clientes deixados pela Ford

Mercado segue aquecido pelos modelos pesados no 1º bimestre

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 01/03/2019 - 11:30
  • | Atualizado há 2 months
  • 51 segundos de leitura
    Apesar do menor número de dias úteis, a Mercedes comemora os bons resultados de fevereiro no mercado de caminhões. “Terminamos o mês na liderança absoluta”, afirma o presidente da montadora no Brasil e CEO para a América Latina, Philipp Schiemer. Seria a continuação dos bons resultados de janeiro, quando a empresa emplacou 25% a mais do que a Volkswagen.

    Ainda sem os números fechados, ele ressaltou que o bom desempenho do mercado de caminhões continua concentrado nos modelos pesados. “A venda de leves está crescendo também, mas ainda falta confiança dos pequenos empresários neste momento”, recorda Schiemer.

    O presidente da montadora concedeu entrevista durante a apresentação da nova linha de montagem de cabines em São Bernardo do Campo (SP). Sobre o anúncio da saída da vizinha Ford do mercado de caminhões, ele foi breve:

    “Vamos tentar atrair os compradores da Ford para a nossa marca”, disse Schiemer.



    Ele reconhece o potencial da Mercedes e da Volkswagen Caminhões e Ônibus para absorver a fatia de mercado deixada pela montadora americana, mas evitou mais detalhes a respeito. No início do evento, em tom de desabafo, Schiemer já havia afirmado que a Mercedes está disposta a continuar investindo no País, mas se queixou da falta de competitividade de quem produz no Brasil em razão de problemas de infraestrutura, burocracia e demora na adoção de medidas urgentes.