Linha Subaru 2016 fica de 2,5% a 5% mais cara

Painel reestilizado do XV, agora com tela touchscreen para controlar sistema de som e conexão com celular

Por REDAÇÃO AB
  • 20/07/2015 - 19:08
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura
    O Grupo Caoa começou a vender este mês no Brasil a linha 2016 da japonesa Subaru, com pequenas alterações estéticas no painel, que agora tem uma tela sensível ao toque (touchscreen) no lugar dos antigos botões analógicos para controlar o sistema de som e conexão Bluetooth com o telefone celular. Contudo, nenhum dos carros incorpora funções de navegação por GPS, nem de espelhamento de smartphone. Os preços subiram de 2,5% a 5%, dependendo do modelo.

    O Subaru mais barato vendido no Brasil continua a ser o sedã Impreza, que aumentou R$ 3 mil (3,1%), passando a custar R$ 98,9 mil. O crossover XV teve reajuste bem maior, de R$ 5 mil (5%), agora com preço sugerido de R$ 104,9 mil. Já o SUV Forester teve o maior e o menor aumento nas duas versões comercializadas no País: a Sport, mais em conta, subiu R$ 6 mil (+5,1%), para R$ 122,9 mil, enquanto a XT turbo passou a R$ 139,9 mil, a menor elevação porcentual da tabela (2,5%), com diferença de R$ 3,4 mil em relação ao modelo 2015.

    A nova gama da Subaru também ganhou novo volante multifuncional de três raios, com reconfiguração dos botões de comando do rádio e viva-voz, no lado esquerdo, e da velocidade de cruzeiro (piloto automático) e do sistema SI-Drive, no lado oposto. As chaves também foram redesenhadas, com dimensões reduzidas e três botões (para travamento e abertura das portas e do porta-malas), sendo que um deles, o de abertura das portas, está incorporado ao logotipo colorido da Subaru.

    Na nova tela touchscreen, além das configurações do sistema de som, o motorista também pode visualizar as imagens da câmera de ré. A conexão Bluetooth com o celular permite chamadas em viva-voz e acesso à lista de contatos e ao histórico de ligações, com visualização no display.

    Impreza e XV ganharam quadro de instrumentos repaginado, com uma tela colorida de LCD entre o velocímetro e o conta-giros, que substitui a tela monocromática usada anteriormente. Nela o condutor visualiza o nível do tanque de combustível, velocidade do veículo, distância percorrida (parcial e total), alertas de falhas no funcionamento do veículo, indicador da marcha selecionada e dados do controle eletrônico de velocidade, entre outros. O banco do motorista passa agora tem ajustes elétricos de distância, altura e do encosto.