Máquinas registram alta de 12,5% em agosto

Anfavea admite possibilidade de rever para cima as projeções do setor

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 06/09/2016 - 16:48
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    A venda de máquinas agrícolas e rodoviárias em agosto atingiu 4,5 mil unidades e registrou importante alta de 12,5% em relação a julho e crescimento também sobre agosto de 2015, neste caso de 7,3%. “A volta da confiança do consumidor ajuda na tomada das decisões de compra. Há uma demanda reprimida”, afirma Ana Helena de Andrade, vice-presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Os tratores de rodas tiveram alta de 9,4% em agosto sobre julho e as colheiradeiras, 26%.

    -Veja aqui os dados da Anfavea
    -Leia também: Confira os resultados da indústria até agosto/2016


    No acumulado do ano, as vendas totais de máquinas ainda registram queda acentuada, de 22,1% em relação a 2015, mas essa variação negativa no confronto anual vem caindo mês a mês. Basta dizer que no período janeiro-junho ela estava em -30,9%. “Poderemos ter uma boa surpresa e fechar o ano acima do que projetamos”, admite o presidente da Anfavea, Antonio Megale. Até o momento, a estimativa para 2016 é de 38 mil unidades para o mercado interno, com queda de 15,5% ant5e 2015.

    As exportações no setor também esboçam reação. Melhoraram os negócios com Argentina e Estados Unidos. As 894 unidades embarcadas em agosto registraram alta de 18,6% sobre julho e de 28,6% em relação a agosto do ano passado. “A Argentina vem reagindo bem e os Estados Unidos têm comprado máquinas rodoviárias. As vendas para a África continuam regulares”, diz Ana Helena.

    No acumulado de janeiro a agosto o Brasil produziu 30,7 mil máquinas agrícolas e rodoviárias, registrando queda de 24,5% ante os mesmos oito meses de 2015. Até o fim do ano serão pouco mais de 46 mil unidades, com projeção de queda de 16,4% ante 2015.

    Assista abaixo à cobertura exclusiva da ABTV sobre o desempenho do mercado: