Março fica abaixo do esperado pela Anfavea

Segundo Moan, média diária de emplacamentos em março foi semelhante à de fevereiro (foto: Ruy Hizatugu)

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 28/03/2016 - 11:26
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura
    O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, revelou que a média diária de emplacamentos em março ficou abaixo da expectativa da entidade: “Esperávamos uma média mais alta que a de fevereiro, mas ela se manteve em nível semelhante”, disse o executivo na abertura do VII Fórum da Indústria Automobilística, realizado por Automotive Business no Golden Hall do WTC na segunda-feira, 28.

    Fevereiro teve 8,67 mil unidades vendidas por dia útil na soma de todos os segmentos (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus). “O mês deve fechar com algo entre 165 mil e 175 mil veículos”, disse Moan. Fontes ligadas ao setor revelam que a queda no acumulado do ano estaria em cerca de 30% para automóveis e comerciais leves, em torno de 35% para caminhões e próxima a 50% em ônibus.

    “Ainda é cedo para rever as projeções porque tivemos apenas um mês abaixo do esperado, é preciso esperar os números de abril e talvez os de maio”, pondera o presidente da Anfavea. Moan continua acreditando numa retomada do setor no quarto trimestre de 2016, mas reconhece as dificuldades do período presente: “A utilização da capacidade instalada neste começo de ano esteve em 46%. Nas fábricas de caminhões foi de apenas 18%. Isso põe em jogo a sobrevivência das empresas”, alerta.

    Moan recorda que as exportações do setor automotivo cresceram 26% neste início de ano, mas reconhece a forte dependência de embarques à Argentina e sabe que o país vizinho não apresentará desempenho elevado. “Estamos negociando um acordo. Não sabemos qual será o desfecho, mas é certo que não teremos liberdade total. O livre comércio é o nosso objetivo, mas num acordo de longo prazo podemos ter um ‘período de transição’”, conclui Moan.

    Assista à entrevista exclusiva de Luiz Moan a ABTV: