Mau tempo adia assembleia na VW

Metalúrgicos se reúnem novamente nesta sexta.

Por Mário Curcio, AB
  • 09/06/2011 - 18:15
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Mário Curcio, AB

    Por conta do mau tempo, a assembleia que ocorreria nesta quinta-feira, 9, entre os trabalhadores da Volkswagen de São José dos Pinhais (PR) e o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba foi adiada para as 14 horas desta sexta-feira. A montadora e o sindicato estão em negociação desde o período da manhã e essa reunião deve se estender até pouco antes das duas horas da tarde.

    O sindicato acredita que haverá uma proposta da fabricante que atenda as duas partes, já que a Volks teria dado sinais esta semana de que quer negociar. Informações vindas do sindicato mostram que aumentou o número dos fura-greves. Semana passada eles eram cerca de 30. Nesta semana, a entidade acredita que cerca de cem deles tenham entrado pela manhã, misturados ao pessoal administrativo (que só parou no primeiro dia da manifestação). No entanto, os fura-greves realizam apenas limpeza e manutenção de máquinas, não montam carros.

    A paralisação foi motivada pela Participação Pelos Resultados, PPR, um bônus mais conhecido como PLR, sigla de Participação nos Lucros e Resultados. Os metalúrgicos querem R$ 12 mil divididos em duas parcelas. A oferta da VW até o momento foi de R$ 5,2 mil pela primeira parcela do bônus, com negociação do valor restante no segundo semestre e desconto dos dias parados. Tudo isso vem sendo rejeitado pelo sindicato.

    A greve está em seu 36º dia e impediu a produção de cerca de 19 mil Fox/CrossFox e 2,3 mil Golf. Esses carros gerariam um caixa de mais de R$ 730 mil à montadora.