Mercedes-Benz anuncia que será pioneira no uso de aços livres de CO2

Mercedes-Benz quer ter produção de veículos neutra de carbono até 2039

Por REDAÇÃO AB
  • 01/06/2021 - 18:58
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    Antecipando-se ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, a Mercedes-Benz anunciou que vai ser a primeira montadora do planeta a introduzir aço livre de CO2 na produção em série de automóveis. Para tanto, o primeiro passo foi a aquisição de uma parte das ações da startup sueca H2 Green Steel (H2GS), que está reformulando a sua cadeia de suprimentos – em conjunto com seus fornecedores do metal – para prevenir e reduzir as emissões de CO2 na atmosfera.

    A parceria com os suecos representa um avanço da Mercedes-Benz rumo à neutralidade de CO2, que faz parte do plano Ambition 2039 (cujo objetivo é ter uma frota totalmente conectada e neutra de CO2 em 2039, onze anos antes do estipulado pela União Europeia). Para se ter ideia, metade do material usado na fabricação de um sedã da marca é aço, e esse metal responde por cerca de 30% do CO2 emitido na construção do carro.

    Publicidade



    Pelo método convencional, com alto-forno alimentado por carvão, são emitidas, em média, duas toneladas de CO2 para cada tonelada de aço produzida. Já o novo processo utiliza hidrogênio e eletricidade obtidos de fontes de energia 100% renováveis. O primeiro atua como gás redutor, que libera e liga o oxigênio do minério de ferro, e, em vez de CO2, ele produz apenas água, sem causar impactos ao meio ambiente.

    Como integrante do movimento Responsible Steel Initiative, a Mercedes-Benz está envolvida no desenvolvimento de um padrão de sustentabilidade para a indústria do aço que possa ser certificado. O objetivo é garantir uma produção do metal amiga do ambiente e socialmente aceitável ao longo de toda a cadeia de valor.

    O objetivo da empresa é ter uma frota de automóveis novos neutros em CO2 ao longo de toda a cadeia de valor. Fornecedores que representam mais de 85% do volume de compras anuais da Mercedes-Benz já se comprometeram com a Ambition Letter, concordando em fornecer à empresa apenas produtos neutros em CO2 no futuro.