Mercedes-Benz passa a produzir em dois turnos em São Bernardo do Campo

Medida foi adotada para garantir maior afastamento entre os trabalhadores

Por REDAÇÃO AB
  • 01/07/2020 - 18:45
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura


    A Mercedes-Benz retomou na quarta-feira, 1º, o segundo turno de produção de caminhões na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) na quarta-feira, 1º de julho. Segundo a montadora, a medida serve para ampliar o distanciamento entre os colaboradores como forma de prevenção à Covid-19. A volta do primeiro turno ocorreu em 11 de maio.

    “Com essa programação teremos menos pessoas trabalhando por turno. Além disso, ajustamos temporariamente nosso volume de produção para atender pedidos específicos de clientes de caminhões”, diz o vice-presidente de recursos humanos para a América Latina, Fernando Garcia.

    Outra mudança ocorrida neste início de julho foi o retorno dos trabalhadores que estavam com os contratos suspensos desde o início de maio, enquanto outra parte da equipe trabalhava na fábrica. E aqueles que vinham trabalhando de maio até 30 de junho entraram agora em lay-off.

    Esse revezamento é parte de um acordo fechado entre a montadora e o sindicato dos metalúrgicos. Segundo a Mercedes-Benz, a maioria dos funcionários de setores administrativos permanece em trabalho remoto (home office). A produção da fábrica da Mercedes de Juiz de Fora (MG) permanece em um único turno e também com metade da equipe em lay-off. Lá ocorre a produção de cabines e do caminhão extrapesado Actros.

    Segundo a Mercedes, o agronegócio e também os segmentos de mineração, produtos químicos, gás, celulose, alimentos, bebidas e itens farmacêuticos têm gerado novos pedidos à empresa. A produção em dois turnos como forma de garantir distanciamento adequado entre os trabalhadores na linha de montagem já havia sido adotada pela Scania no fim de abril.