Metalúrgicos da Volkswagen mantêm greve no Paraná

Trabalhadores rejeitaram nova proposta de PPR da montadora.

Por Automotive Business
  • 31/05/2011 - 16:20
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Notícia atualizada em 1º/6 às 9h15

    Redação AB


    Em assembleia realizada na tarde desta terça-feira, 31, os trabalhadores da Volkswagen de São José dos Pinhais (PR) decidiram manter a greve. Eles rejeitaram nova proposta feita pela VW ao Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba pela manhã, que elevaria de R$ 4,6 mil para R$ 5,2 mil a primeira parcela da Participação Pelos Resultados (PPR), a ser paga na próxima semana.

    A montadora vinculou o pagamento restante ao valor a ser concedido aos trabalhadores de São Bernardo do Campo (SP), cuja definição ocorre no segundo semestre. Se a produção não for retomada, os estoques do CrossFox terminarão na próxima semana e os do Fox, no início da segunda quinzena de junho. Essas estimativas tomam como base dados da Associação Brasileira dos Distribuidores Volkswagen (Assobrav).

    No início da noite desta terça-feira, a montadora emitiu comunicado a respeito da paralisação: "A Volkswagen lamenta que a situação não tenha sido resolvida com a proposta apresentada hoje, e vê com preocupação a continuidade do movimento grevista. A empresa reafirma sua disposição em buscar, por meio da negociação, a solução para o impasse, reiterando a importância de haver a disposição de todos neste mesmo sentido.”

    Na manhã desta quarta-feira ainda não havia data marcada para a próxima assembleia nem nova reunião entre o sindicato dos metalúrgicos e a VW.