Microsoft se une à GM para investir na Cruise, subsidiária para veículos autônomos

Junto com outros investidores, empresas farão aporte combinado de mais de US$ 2 bilhões para acelerar as vendas de carros autônomos

Por REDAÇÃO AB
  • 19/01/2021 - 15:56
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    A Microsoft anunciou na terça-feira, 19, que se juntará à General Motors, Honda e outros investidores institucionais em um novo investimento de capital combinado de mais de US$ 2 bilhões na Cruise, subsidiária da GM para veículos autônomos e compartilhados. O aporte, que elevará o valor de mercado da companhia para US$ 30 bilhões, prevê um acordo estratégico de longo prazo para acelerar a venda destes veículos.

    “Nossa missão de oferecer transporte mais seguro, melhor e mais acessível para todos não é apenas uma corrida tecnológica, é também uma corrida pela confiança. A Microsoft, que é padrão ouro na democratização confiável da tecnologia, será um multiplicador de força para nós à medida que comercializamos nossa frota de veículos autônomos, totalmente elétricos e compartilhados”, declarou o CEO da Cruise, Dan Ammann.

    A Cruise, que também tem a Honda como um dos seus investidores (leia aqui) desenvolveu o Origin, carro elétrico autônomo, apresentado como conceito no ano passado e projetado para ser empregado apenas em serviços de carros compartilhados, sem venda direta para o consumidor.

    “Como provedor preferencial de serviços em nuvem da Cruise e da GM, aplicaremos o poder do Azure para ajudá-los a dimensionar e a popularizar o transporte autônomo”, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft.

    Por sua vez, Mary Barra, CEO da GM, disse que a Microsoft será uma importante aliada rumo ao futuro com zero acidente, zero emissão e zero congestionamento.

    “A Microsoft nos ajudará a acelerar a venda dos veículos totalmente elétricos e autônomos da Cruise e ajudará a GM a obter ainda mais benefícios da computação em nuvem à medida que lançamos 30 novos veículos elétricos globalmente até 2025 e criamos novos negócios e serviços para impulsionar o crescimento”, afirma Mary Barra.