Motos: 1º trimestre tem resultados semelhantes àqueles de 2011

Emplacamentos crescem 0,88%; vendas no atacado recuam 7% e produção, 4,4%

Por Mário Curcio, AB
  • 05/04/2012 - 16:27
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura
    Mário Curcio, AB

    O mercado brasileiro de motocicletas fechou o primeiro trimestre de 2012 números próximos àqueles observados em igual período de 2011. Nos três primeiros meses foram emplacadas 442.506 unidades, pequena alta de 0,88%. Os números foram fornecidos pela Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias. Em março, 165.628 novas motos chegaram às ruas, alta de 23% em relação a fevereiro deste ano.

    Já as vendas no atacado (do fabricante à rede de revendas) tiveram recuo no primeiro trimestre. Segundo a Abraciclo, entidade que reúne fabricantes do setor, as montadoras repassaram às suas concessionárias 468.493 motos, queda de 7% na comparação com igual período de 2011. “A baixa qualidade de vendas, com redução nas margens de lucro, evitou uma queda nos emplacamentos no período. Com a restrição ao crédito e o estoque elevado, as concessionárias foram forçadas a recuar os preços e dar descontos”, afirma Moacyr Paes, assessor da presidência da Abraciclo.

    A associação insiste no fator restrição ao crédito como atual dificultador das vendas, situação que persiste desde outubro de 2011. Moacyr Paes citou também a inadimplência, que acaba prejudicando os financiamentos de carros e motos. “Essas dificuldades vêm afetando o setor desde 2009 (como reflexo da crise financeira de 2008), mas nunca houve queda na intenção de compra”, afirma Paes.

    A produção de motos também foi menor nos três primeiros meses deste ano na comparação com igual período do ano passado. De janeiro a março foram montadas 509.545 unidades, queda de 4,41%. A maior fabricante no período foi a Honda (com 408.552 unidades), seguida por Yamaha (59.362), Dafra (14.037) e Kasinski (10.202). Em quinto lugar no ranking de produção aparece a Suzuki (6.932 motos). A mesma fabricante, contudo, ocupa o terceiro lugar em emplacamentos, tanto no mês de março como no acumulado de 2012.