Motos voltam a superar 90 mil unidades em julho

Vendas no acumulado do ano registram 620,2 mil unidades e alta de 16,3% sobre iguais meses de 2018

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 01/08/2019 - 17:43
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    A venda de motos em julho superou novamente as 90 mil unidades. O resultado foi 12,5% melhor que junho. No acumulado do ano o País teve 620,2 mil unidades emplacadas, 16,3% a mais que nos mesmos meses do ano passado. Os números foram divulgados pela Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionários.



    - Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
    - Veja outras estatísticas em AB Inteligência



    É verdade que o mês de julho foi favorecido pela quantidade de dias úteis (23), mas também é fato que a média diária de vendas permaneceu próxima de 4 mil unidades. A oferta de crédito voltou a favorecer o segmento de duas rodas depois de um grande período recessivo entre os anos de 2012 e 2017.

    A Honda, líder do segmento, respondeu sozinha por 490,6 mil unidades emplacadas. Cresceu 15,7% sobre os mesmos sete meses do ano passado e mantém fatia próxima a 80% do mercado. A Yamaha respondeu por 86,2 mil unidades, anotando alta de 20,5%. Detém 14% do segmento.

    Chama a atenção o bom desempenho da BMW e da Kawasaki no período. A marca alemã teve 5,5 mil motos emplacadas e registrou alta de 37,8%. A Kawasaki superou as 4 mil unidades e cresceu 28,9% no período. Em comum, as duas marcas têm tradição em motos grandes, mas também atuam em baixa cilindrada.

    Outras com tradição em alta cilindrada que cresceram acima de 20% foram Triumph (3,2 mil motos, alta de 21,9%) e Ducati (695 unidades, acréscimo de 22,8%). Destaque também para a Royal Enfield, com 743 motos emplacadas e alta de 140,5%. O crescimento expressivo decorre da chegada de uma nova moto (a Himalayan) em fevereiro e também da abertura de três revendas em 2019, uma delas no fim de julho.