Neostar terá miniônibus como primeiro produto

Joint venture de Navistar e Neobus focará em mercados da América do Norte e Sul

Por Sueli Reis, AB
  • 01/02/2012 - 20:40
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Sueli Reis, AB

    A joint venture anunciada por Neobus e Navistar nesta quarta-feira, 1º, em Caxias do Sul, RS, para o desenvolvimento e produção de ônibus completos sob a marca Neostar (leia aqui) terá como primeiro produto um miniônibus de 10 toneladas para abastecimento inicial dos mercados das Américas do Norte e do Sul.

    O acordo firmado entre as empresas dispõe dos aspectos do negócio, desde a composição societária até os detalhes técnicos para desenvolvimento e produção dos ônibus. Segundo o gerente de negócios da Neobus, Bruno Bettoni, a encarroçadora continuará sob a liderança de seu atual presidente, sócio-controlador e maior cotista individual, Edson Tomiello, enquanto a Navistar passará a fazer parte do quadro societário da Neobus. O processo de criação da nova empresa, que deve ser concluído em até 60 dias, segundo o executivo, não permite ainda divulgar o porcentual de participação de cada uma das partes.

    Sobre o funcionamento da Neostar, Bettoni elucida que o miniônibus de 10 toneladas será produzido na planta de Caxias do Sul, RS, e que utilizará o modelo de negócio de ônibus completo, que funde a produção de chassi e carroceria no mesmo local, a exemplo da IC Bus, divisão de ônibus da Navistar nos Estados Unidos focada em ônibus escolar. “A equipe da Neostar estará próxima da IC Bus por intermédio da Navistar, que fará a interface para o desenvolvimento do produto.”