Panasonic vende suas ações da Tesla por US$ 3,6 bilhões

Operação foi feita para reduzir a dependência da fabricante com a montadora de Elon Musk e capitalizar a empresa

Por REDAÇÃO AB
  • 25/06/2021 - 17:07
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    De acordo com reportagem da agência Automotive News Europe, a Panasonic vendeu suas ações da Tesla por US$ 3,6 bilhões durante o ano fiscal encerrado em março. A informação foi anunciada por um porta-voz da fabricante japonesa na sexta-feira, 25, e teve como objetivo reduzir a dependência da empresa em relação à empresa de Elon Musk, já que esta é a principal compradora de baterias produzidas pelos nipônicos. Além disso, a operação também permitiu capitalizar a Panasonic para novos investimentos.

    Em 2010, a companhia japonesa comprou 1,4 milhão de ações da Tesla desembolsando US$ 21,15 cada, em um negócio de US$ 30 milhões. No fim de 2020, a participação da Panasonic na empresa de Musk era avaliada em US$ 730 milhões, e na véspera do anúncio, as ações da montadora de carros elétricos foram cotadas a US$ 679,82 cada.

    Publicidade



    Apesar dos negócios em conjunto, a relação comercial entre Panasonic e Tesla sempre teve episódios turbulentos, com os executivos das duas empresas trocando farpas publicamente com certa frequência. Afinal, se a Tesla é a principal cliente das baterias da empresa japonesa, esta argumenta que forneceu suporte à montadora quando ela ainda era relativamente desconhecida. As ações da Panasonic fecharam a sexta-feira em alta de 4,9%.

    O porta-voz da Panasonic afirmou também que a venda das ações não vai afetar o relacionamento entre as duas empresas, e que essa operação foi realizada como parte de uma revisão das participações que a empresa possui, de acordo com as diretrizes de governança corporativa. Já a Tesla também anunciou recentemente acordos com outras fornecedoras de baterias, como a sul-coreana LG Energy Solution e com a CATL, da China – que estaria, de acordo com informações da agência Reuters, planejando construir uma fábrica em Xangai, próxima de uma das fábricas da Tesla.