Petrobras quer reajustar combustível usando Cide

Importações de gasolina vão quadruplicar este ano

Por Agência Estado
  • 21/12/2011 - 07:26
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Redação AB, com informações da Agência Estado

    Notícia da Agência Estado, assinada pela Reuters, registra que a Petrobras deverá expor novamente ao governo, na reunião do Conselho de Administração prevista para quinta-feira, a necessidade de reajustar os preços dos combustíveis para aumentar seu caixa. Para não pressionar a inflação, a estatal sugere ao governo reduzir a Cide, um dos impostos cobrados sobre a comercialização dos derivados de petróleo.

    Com uma eventual redução da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), a Petrobras poderia reajustar o preço nas refinarias sem elevar o valor final no varejo, mas o governo teria de abrir mão de uma parte de sua arrecadação.

    Com a redução do etanol na mistura do combustível a partir deste mês, todo o volume extra de gasolina para compensar a retirada do anidro está sendo comprado no exterior, porque as refinarias estão no seu limite de capacidade. As importações de gasolina vão quadruplicar em relação ao ano passado, projetou a estatal.