Petróleo: Petrobras tem reservas de 16 bi de barris

Avanço em 2010, com pré-sal, foi de 7,5%.

Por Kelly Lima, Agência Estado
  • 17/01/2011 - 07:55
  • | Atualizado há 2 months
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Kelly Lima, Agência Estado

    A Petrobras fez hoje o comunicado anual de suas reservas ao mercado, que pela primeira vez incluiu áreas da camada pré-sal. Segundo os critérios da Society of Petroleum Engineers (SPE), as reservas da estatal ficaram em 15,986 bilhões de barris de óleo equivalente (boe) em 31 de dezembro de 2010, aumento de 7,5% em relação ao ano anterior. Deste total, o Brasil detém 15,283 bilhões de barris, a área internacional, 703 milhões de barris.

    Já pelo critério da Securities and Exchange Commission (SEC), o aumento em relação ao ano anterior foi um pouco menor, de 5%, atingindo 12,138 bilhões de barris de óleo equivalente. Deste total, o Brasil participa com 12,138 bilhões de barris e as reservas internacionais com 610 milhões de barris.

    A Petrobras não incorporou a totalidade das reservas de Lula e Cernambi, os únicos campos declarados comerciais em toda a reserva do pré-sal, e que são estimados em 8,5 bilhões de barris. A incorporação total destas áreas às reservas provadas da companhia ainda depende de uma série de critérios técnicos, entre eles o plano de desenvolvimento do campo.

    Da Bacia de Santos, onde estão estes dois campos, a Petrobras incorporou 1,071 bilhão de barris pelo critério SPE e 800 milhões de barris pelo critério SEC. A companhia ainda comunicou que incorporou da Bacia de Campos 210 milhões de barris pelo SPE e 100 milhões de barris pelo critério SEC.