Pirelli lança sistema de monitoramento de pneus

Sensores monitoram condições de pressão e temperatura de pneus

Por REDAÇÃO AB
  • 22/11/2012 - 17:49
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura
    A Pirelli anuncia o início das vendas do sistema Cyber Fleet no Brasil, aparelho que por meio de sensores eletrônicos, monitora as principais condições operacionais dos pneus de veículos comerciais, como pressão e temperatura, e transmite as informações para uma central de dados por meio de um sistema de telemetria (caixa eletrônica para a coleta e a transmissão dos dados em tempo real) produzido pela Magneti Marelli.

    A caixa telemática recebe os dados dos sensores, que podem ser aplicados em cada pneu do veículo, exercendo também a função de identificador. Eles são capazes de identificar eventos como a perda rápida de pressão (furo), o baixo nível de pressão, a alta temperatura e o nível de eficiência dos pneus. A caixa converte os sinais em informações que indicam o mau funcionamento e as envia ao centro de assistência da Pirelli.

    Com os dados, é possível observar se os pneus estão com a pressão correta, fator que influencia diretamente na resistência à rolagem, proporcionando o menor desgaste dos pneus e, consequentemente, a economia de combustível. Segundo a empresa, o uso do Cyber Fleet pode acarretar em uma redução de custos de aproximadamente R$ 600 por veículo ao ano, economia que se refere ao menor consumo de combustível e ao aumento da vida útil do pneu.

    Em 3,9 milhões de quilômetros de testes realizados este ano com 13 veículos de uma empresa especializada em transportes no Brasil, os 78 sensores utilizados nesta frota acusaram que todos os pneus rodaram com pressão abaixo da recomendada, sendo que 50% estavam com pressão 10% inferior.

    O sistema será disponível em duas versões, a dinâmica, que com a integração do sistema telemático de Magneti Marelli, permite a exibição simultânea de sinais dos sensores em tempo real à transportadora ou aos gestores de frotas de veículos comerciais, que podem acessar os dados pela internet. Na versão estática, os dados revelados pelo sensor podem ser lidos com o veículo parado por meio de um leitor externo que recebe as informações de temperatura e pressão de cada pneu. As informações podem ser transferidas para um computador para análise e arquivamento.

    A Pirelli informa que o produto será adotado por 30 empresas brasileiras especializadas no transporte de mercadorias e de passageiros já em 2013. A empresa informa que a venda do produto será progressivamente estendida para os outros países da América do Sul.