Plataforma nova e com boa reparabilidade

O carro tem inovações da futura plataforma PQ 25 e foi bem na avaliação do Cesvi.

Por Automotive Business
  • 25/09/2008 - 00:00
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura
    O carro tem inovações da futura plataforma PQ 25 e foi bem na avaliação do Cesvi. A Volkswagen explica que o Voyage foi desenvolvido com a melhor tecnologia mundial, em apenas dois anos e meio. Assim como o Novo Gol, o modelo foi concebido em realidade virtual, testado em túnel de vento e levado a condições extremas nos campos de provas da Volkswagen espalhados pelo mundo. Junto com o hatch, o carro percorreu uma severa rotina de ensaios de qualidade e de testes de durabilidade até a sua configuração definitiva. Os dois automóveis são montados sobre uma plataforma nova, desenvolvida a partir da mesma base do Polo e do Fox (PQ 24). “Incorporamos inovações que só estarão presentes na futura plataforma PQ 25 do Grupo Volkswagen”, afirma Egon Feichter, vice-presidente de Desenvolvimento do Produto da Volkswagen do Brasil. Um dos focos da engenharia no desenvolvimento do Voyage foi assegurar a boa dirigibilidade do Novo Gol, com os mesmos padrões de estabilidade, desempenho e frenagem. Os engenheiros recalcularam a suspensão e escolheram nova calibração para os freios e destacam soluções como a tampa do porta-malas de 480 litros, que pode ser acionada pela chave ou botão no painel. O mecanismo foi patenteado pela empresa. O Voyage obteve índice 14 no Cesvi Automotive Rating, um dos melhores da categoria, indicando conserto mais fácil e barato. O imobilizar de motor Immo 4 impossibilita o furto e as fechaduras das portas são encapsuladas e protegidas – se forçado, o cilindro da chave gira em falso. Em todas as versões o cliente pode optar por freios ABS, airbags frontais, ar-condicionado, rádio/CD player com Bluetooth e entrada USB, sistema I-System e banco traseiro rebatível, entre outros itens.