PLR mobiliza metalúrgicos do Paraná

Operários da Volks podem parar em 5 de maio.

Por Automotive Business
  • 03/05/2011 - 17:52
  • | Atualizado há 2 months
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Redação AB

    Por conta de reivindicações referentes à Participação nos Lucros e Resultados (PLR), operários da Volkswagen de São José dos Pinhais (na região metropolitana de Curitiba) podem parar nesta quinta-feira. Os trabalhadores querem R$ 12 mil de PLR divididos em duas parcelas iguais, a primeira em maio de 2011 e a segunda em janeiro de 2012. A VW oferece 80% do valor a ser pago em São Bernardo do Campo (SP), proposta recusada. Na manhã de quinta-feira, 5 de maio, ocorre nova assembleia com os trabalhadores da Volks (cerca de 3,8 mil, juntando produção e pessoal administrativo).

    Na manhã desta segunda-feira os metalúrgicos da Volvo de Curitiba entraram em greve por tempo indeterminado. Eles reivindicam R$ 10 mil na primeira parcela da PLR, sendo R$ 8 mil em dinheiro e R$ 2 mil em vale-mercado. A empresa ofereceu R$ 5.500, proposta recusada pela produção e aceita pelos setores administrativos. Na manhã desta quarta-feira, dia 4, ocorre nova negociação. Entre caminhões e ônibus, cerca de 250 veículos deixaram de ser produzidos nesta segunda e terça-feiras. Vale dizer que a segunda parcela do benefício será definida no segundo semestre.

    Recentemente, a Renault concedeu aos trabalhadores de São José dos Pinhais R$ 12 mil de Participação nos Lucros e Resultados, divididos em duas parcelas iguais. Os primeiros R$ 6 mil serão pagos nas próximas duas semanas e o restante em fevereiro de 2012. Estima-se a entrada de R$ 36 milhões na economia paranaense com o pagamento da primeira parcela.

    Com informações do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba.