Pósitron lança pacote de rastreador e seguro

Módulo de um dos rastreadores vendidos pela Pósitron

Por CAMILA FRANCO, AB
  • 21/05/2013 - 18:15
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 3 minutos de leitura
    A Pósitron, marca de acessórios veiculares do grupo brasileiro PST Electronics, presente em 96% das 20 mil lojas de acessórios espalhadas pelo Brasil, passa a disponibilizar a partir desta semana em cerca de mil destes pontos de vendas um pacote de serviço para automóveis que inclui rastreador e plano de seguro de cobertura nacional para roubo ou furto total do veículo.

    Desenvolvido em parceria com a seguradora BNP Paribas Cardif do Brasil, mas comercializado exclusivamente pela Pósitron nas lojas ou através de seu canal de televendas, o pacote, que sai a partir de R$ 75,90 mensais, visa atrair proprietários de carros que não têm condições de pagar um seguro convencional. De acordo com dado da Siscorp, que coleta informações sobre sistemas de seguros do País, apresentado pela Pósitron, o número de proprietários nessa condição é grande, sendo que mais de 75% da frota brasileira não está assegurada.

    “O serviço de rastreador com seguro da Pósitron não competirá diretamente com as seguradoras. O nosso objetivo é oferecer uma segunda opção, um serviço complementar. Atualmente, os nossos rastreadores conseguem localizar 90% dos automóveis roubados em todo o País. Com rastreador e seguro, garantimos que 100% dos clientes terão seu automóvel ressarcido”, explicou Alcides Prates, gerente de negócios da unidade de rastreamento da Pósitron, durante reunião com jornalistas na terça-feira, 21.

    De acordo com o executivo, o pacote da Pósitron, que pode ser contratado por período mínimo de um ano, chega a ser 50% mais econômico em relação a um seguro convencional. E uma das suas principais vantagens está na rápida e descomplicada contratação.

    Prates compara: “Enquanto os seguros disponíveis no mercado realizam uma análise completa a respeito do condutor e têm preços elevados para a maioria dos perfis dos motoristas, o serviço da Pósitron não conta com franquia, não realiza vistoria prévia e não faz análise de perfil e de região de circulação do automóvel. Qualquer pessoa pode dirigir o carro, e não apenas o contratador do seguro, que arcaremos com a indenização. De um dia para o outro, o cliente, seja ele um senhor ou um jovem com carro tunado, já está assegurado.”

    Se o carro roubado não for recuperado ou se for encontrado com mais de 75% de suas partes danificadas (identificado como perda total), a Pósitron paga 100% do seu valor em um prazo de até 30 dias conforme a tabela FIPE. No caso de taxistas, que também podem aderir ao pacote, o valor de indenização é de 70%.

    VEÍCULOS ASSEGURADOS E VALORES

    O serviço da Pósitron chega a ser mais barato porque não cobre acidentes. “O nosso seguro só abrange roubo ou furto total do veículo, que são as principais preocupações dos brasileiros hoje em dia. Só ressarcimos uma colisão se ela tiver sido provocada pelo ladrão”, aponta o gerente.

    Outro ponto negativo é que o seguro Pósitron atende atualmente apenas 53 modelos de automóveis vendidos no Brasil, que custam até R$ 70 mil. Alguns deles já estão fora de linha, mas só se encaixam no plano por ter menos de 15 anos de fabricação. Fora isso, grandes clientes frotistas não podem aderi-lo, pois só é permitido o máximo de três veículos por CPF ou CNPJ.

    Os preços do pacote de serviço estão divididos em três categorias de veículos. A primeira inclui 11 modelos de entrada: C3, 206, Celta, Clio, Corsa, Courier, Fiesta, Ka, Kadett, Sandero e Uno. Os proprietários desses veículos que residem na região metropolitana de São Paulo, Campinas e Baixa Santista e também na cidade do Rio de Janeiro, onde os rastreadores transmitem informações por radiofrequência, pagariam R$ 75,90 por mês pelo serviço. Donos desses mesmos carros, mas que moram nas demais regiões do País, onde é usada a tecnologia GSM em rastreadores, desembolsariam R$ 95,90 por mês com a inclusão do seguro.

    Em uma categoria de carros mais caros, como 307, Civic, Corolla, Santana, Vectra, Zafira, Strada, Punto, Prisma, Polo, entre outros 29 modelos, o pacote sai por R$ 91,80 mensais nas regiões metropolitanas de São Paulo e na cidade do Rio de Janeiro, e por R$ 111,80 mensais nas demais regiões do Brasil.

    Enquanto que os carros A3, Parati e Saveiro, modelos que estão entre os mais roubados, ocupam uma terceira categoria. A adesão do plano por proprietários desses três carros sai por R$ 105,90 por mês ou por R$ 125,90, dependendo da tecnologia do rastreador. Independentemente do veículo, é preciso pagar uma taxa de cerca de R$ 120 apenas para instalação do rastreador, o que é realizado na própria loja.

    O consumidor tem a opção de contratar ainda um serviço de assistência técnica 24 horas, com guincho, troca de pneus, transporte alternativo e auto socorro (em caso de pane elétrica ou mecânica) por mais R$ 5 mensais. No final de cada mês, cada cliente do pacote Pósitron concorre a sorteios mensais da Loteria Federal no valor de R$ 25 mil.

    “No primeiro ano de comercialização do pacote, esperamos atingir aproximadamente 5 mil clientes. Em breve, vamos estendê-lo para mais marcas e modelos de carros e até mesmo para motocicletas”, conclui Prates.