Randon têm lucro líquido 13% menor até setembro

Grupo atribui resultado ao baixo desempenho econômico do País

Por REDAÇÃO AB
  • 06/11/2014 - 18:51
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    O lucro líquido da Randon registrado de janeiro a setembro diminuiu 13,4% na comparação com igual período do ano passado, para R$ 162,3 milhões, informa o grupo em comunicado divulgado na quinta-feira, 6. O faturamento líquido das empresas que formam a companhia apresentou queda de 9,5% nos nove meses do ano, ao totalizar R$ 2,8 bilhões contra os ganhos de R$ 3,1 bilhões de igual intervalo do ano anterior.

    A empresa atribui o fraco desempenho a fatores como o carnaval tardio, a Copa do Mundo e as eleições, que afetaram os resultados econômico-financeiros no País, com a redução da produção de caminhões e demanda menor por veículos rebocados.

    “A Randon manteve seu nível de atividades acima do desempenho do setor, apesar das adversidades e incertezas, que devem persistir até que o governo anuncie suas prioridades para o novo mandato, restabelecendo os níveis de confiança, o que é positivo para o Brasil e para as Empresas Randon”, analisa o diretor de relações com investidores, Geraldo Santa Catharina.

    Nas operações instaladas no exterior, o faturamento nos nove meses do ano somou cifra de US$ 83,9 milhões, 7,5% menor que o de janeiro a setembro de 2013. Entre as empresas do grupo, a Fras-le registrou aumento do lucro líquido no acumulado graças ao seu desempenho positivo no exterior (leia aqui).

    As vendas da divisão de veículos e implementos Randon recuou 23,2%, para 11,3 mil unidades nos três trimestres. A participação da marca caiu 1,8 ponto porcentual no comparativo anual acumulado, de 28,8% para 27%. Em autopeças, as empresas do grupo produziram 23,6% menos do que em 2013, devido à baixa demanda por veículos pesados. Para ajustar a produção diante deste cenário, as linhas adotaram férias coletivas em julho e tornaram mais flexíveis as jornadas de trabalho entre agosto e outubro.