Recorde de vendas em bimestre poderia ter sido maior

Para Anfavea, atraso no Finame PSI reduziu volume de vendas no período

Por SUELI REIS, AB
  • 11/03/2014 - 15:04
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    O volume de vendas de veículos nos dois primeiros meses do ano – recorde de 571,9 mil unidades - não foi melhor devido ao atraso da regulamentação da nova taxa do Finame PSI em janeiro, o que gerou menos contratos de financiamentos de veículos comerciais pesados (caminhões e ônibus), avalia Luiz Moan, presidente da Anfavea, associação que reúne as fabricantes de veículos instaladas no País, durante a divulgação do desempenho do setor para o período na terça-feira, 11.

    -Veja aqui a Carta da Anfavea

    O volume que considera automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, representou aumento de 4,6% sobre igual intervalo do ano passado, confirmam os dados divulgados pela entidade. Enquanto o segmento de automóveis obteve alta de 5,1% das vendas nos dois primeiros meses de 2014, o de caminhões e ônibus amargaram queda de 3,9% e 1,8%, respectivamente, mais uma vez por causa da tardia regulamentação do PSI, em 27 de janeiro.

    Conforme Automotive Business já havia adiantado, a alta do período se deve ao maior número de dias úteis neste ano: só em fevereiro foram 20 dias contra os 17 de igual mês do ano anterior (mês que teve feriado de carnaval). Com isso, o bimestre contabilizou 42 dias úteis de vendas, enquanto no ano passado o primeiro bimestre fechou com 39. Ao mesmo tempo, o bom resultado encobre a média diária, que caiu de 14 mil veículos no primeiro bimestre do ano passado para 13,6 mil neste ano, apontando tendência de queda.

    Além do maior número de dias úteis, o resultado é explicado pelo maior movimento nas concessionárias em janeiro, quando ainda havia carros em estoque ainda com IPI reduzido, o que levou ao mais alto volume histórico de vendas para o mês (leia aqui).

    Para março, Moan prefere não adiantar projeções, mas diz que o menor número de dias úteis por causa do feriado de carnaval pode atrapalhar os negócios. Ao mesmo tempo, o executivo acrescenta que outros fatores, como a nova regra do leasing, podem ajudar a alavancar as vendas:

    “Agora temos uma maior segurança na modalidade, principalmente para pessoas jurídicas, com a transferência de encargos. Sua taxa é menor, porque não incide IOF e poderá ser um instrumento que pode expandir os negócios. Acredito que 1/4 do funding total possa ser de leasing”, disse.

    Para 2014, a Anfavea projeta elevar os licenciamentos em 1,1% contra o ano passado, de 3,76 milhões para 3,81 milhões de veículos.

    Assista à entrevista exclusiva com Luiz Moan, presidente da Anfavea:

    )