Rio adia assinatura de fábrica de elétricos da Renault-Nissan

Nissan Leaf é o elétrico que pode vir a ser fabricado no Rio de Janeiro.

Por REDAÇÃO AB
  • 18/06/2013 - 11:50
  • | Atualizado há 2 months
  • 40 segundos de leitura

    O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, adiou na noite da segunda-feira, 17, diante das manifestações que acontecem em todo País, a assinatura do memorando que oficializa os estudos de implantação de uma fábrica de veículos elétricos da Renault-Nissan no Estado, cerimônia que estava marcada para as 8 horas da terça-feira, 18 (leia aqui).

    Segundo a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Rio e a assessoria de imprensa da Nissan, ainda não há uma data prevista para a assinatura do documento.

    O CEO da Renault-Nissan, Carlos Ghosn, participaria da cerimônia, bem como o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Rio, Julio Bueno; o vice-governador do Rio, Luiz Fernando de Souza Pezão; os secretários da Casa Civil, Regis Fichtner; do Ambiente, Carlos Minc; de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca; e de Transportes, Julio Lopes; e os presidentes da Nissan Brasil, François Dossa; da Petrobras Distribuidora, José Lima Neto; da Light, Paulo Roberto Pinto; da Ampla, Marcelo Llévenes; e da Rio Negócios, Marcelo Haddad.