Salão de Tóquio é cancelado pela 1ª vez em 67 anos

Salão de Tóquio: mais de 1 milhão de visitantes em 2019

Por REDAÇÃO AB
  • 23/04/2021 - 10:57
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    Na semana em que o Salão de Xangai abriu suas portas ao público na China (leia aqui), os organizadores do Salão de Tóquio tiveram que dar a notícia que eles mais evitavam: o evento japonês não será realizado em 2021, pela primeira vez desde sua estreia, em 1954.

    A causa foi o surgimento de uma nova onda de contaminações de Covid-19 no Japão, que tem se mostrado uma ameaça também para os Jogos Olímpicos no país, que começam no dia 23 de julho. A decisão ocorre em um momento em que se espera que o governo japonês declare estado de emergência para Tóquio e Osaka.

    O Tokyo Motor Show, que estava previsto anteriormente para 20 a 31 de outubro deste ano, normalmente é realizado a cada dois anos e agora deve ser transferido para 2022 ou 2023, segundo a Japan Automobile Manufacturers Association (JAMA), associação que reúne as montadoras e também organiza o evento.

    “Temos considerado projetos atraentes, usando a plataforma online, mas é difícil oferecer um programa em ambiente seguro e tranquilo”, disse Akio Toyoda, presidente da Toyota e da JAMA. Toyoda, porém, deixou claro que já há planos para mudar o formato do salão, focando mais em mobilidade em geral. "Na próxima vez, gostaríamos de realizar um evento aprimorado, chamado Tokyo Mobility Show. Gostaríamos de pedir seu apoio contínuo", disse.

    Toyoda é um apoiador incondicional do Salão de Tóquio e foi o homem diretamente responsável em recuperar o prestígio do evento. Em 2019, ele havia estabelecido como meta atrair 1 milhão de visitantes e, ao final dos 12 dias de evento, conseguiu chegar a 1,3 milhão de pessoas. Foi uma grande conquista, considerando que em 2017 o público havia sido de apenas 771,2 mil, o que representou um crescimento de 70%.