Salão Duas Rodas espera 250 mil espectadores no Anhembi

11ª edição terá 445 expositores; somente os turistas trarão R$ 32,5 milhões a São Paulo

Por Mário Curcio, AB
  • 28/09/2011 - 17:39
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Mário Curcio, AB

    A 11ª edição do Salão Duas Rodas abre suas portas ao público no dia 4 de outubro. A área interna do pavilhão de exposições do Anhembi teve um pequeno aumento (6,8%) do espaço para os expositores, agora com 78 mil m². A área total de exposição (somadas as atividades externas) passou de 110 mil m² para 130 m². Segundo a organização, o evento tem o poder de movimentar o equivalente a dois ou três meses de faturamento do setor de motocicletas. Cada metro quadrado foi vendido a R$ 384.

    “Serão 445 expositores”, afirma Juan Pablo de Vera (foto), presidente da Reed Alcantara, que organiza o evento. “Sessenta por cento da área é ocupada pelos fabricantes de motos. Os outros 60% são tomados por fabricantes de peças, acessórios e uma pequena parcela pelo setor de bicicletas (de 2% a 5%)”, diz o executivo. Ele espera 250 mil visitantes até o domingo, 9, dia de encerramento. Em 2009 foram 246.306 espectadores.

    A SP Turis estima 25 mil turistas por conta da feira, vindos em regra do interior de São Paulo, do Rio de Janeiro, do Paraná e de Minas Gerais. Eles devem deixar na cidade pelo menos R$ 32,5 milhões (estima-se que cada visitante desembolse R$ 1.300 por dia em média). O Salão Duas Rodas está entre os dez maiores eventos brasileiros e entre os cinco quando considerados os espetáculos pagos.

    Entre os lançamentos mais significativos estarão pelo menos dois novos produtos da Honda, um deles de alta cilindrada. A Yamaha vai, enfim, mostrar a versão bicombustível da YS 250 Fazer. A Harley-Davidson mostrará a Dyna Switchback, cujos destaques são o baixo peso e o motor Twin Cam 96. A Kawasaki promete cinco novos motores.

    A Motocar, que fabrica triciclos para passageiros e carga em Manaus, mostrará os produtos MCA 150, MCF 150 e MCX 150. A versão de carga tem o mesmo jeitão dos tuc-tucs indianos. Esses veículos exigem carteira de habilitação da categoria A, como as motos.

    A BMW trará a R 1200 R Classic e a Ducati, a Streetfighter 848. No estande da Dafra estarão as MV Agusta Brutale e F4, que já vêm sendo montadas em caráter experimental em Manaus. Em novembro a linha de produção das motos começa para valer e em dezembro elas estarão no mercado. Serviço

    Salão Duas Rodas: 4 a 9 de outubro no Pavilhão de Exposições Anhembi. Av. Olavo Fontoura, 1.209, zona norte da cidade de São Paulo. Ingressos a R$ 35. Crianças de 5 a 12 anos pagam R$ 17, assim como estudantes, professores e aposentados. Horários: das 14h às 22h de 4 a 8/10 e das 11h às 19h no dia 9/10. O estacionamento para automóveis custa R$ 25. Moto paga R$ 15. Mais informações no www.salaoduasrodas.com.br.