Satisfação com carros nacionais em queda

Marcas chinesas fazem consumidor subir o nível de exigência.

Por Automotive Business
  • 10/06/2011 - 18:28
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Redação AB

    Além de aumentar a disputa pelo mercado, a chegada das marcas chinesas de carros trouxe outro efeito. Com a disponibilidade de veículos com mais equipamentos a preços menores, as quatro maiores montadoras instaladas no Brasil passaram a ser vistas com outros olhos pelo consumidor, que começa a questionar os valores dos automóveis “pelados”.

    O Índice Nacional de Satisfação do Consumidor (INSC), divulgado nesta quinta-feira, 9, pela ESPM, apontou que as marcas automotivas foram as que apresentaram a maior queda de satisfação. O indicador caiu de 69,8% em abril para 62% em maio. A pesquisa foi realizada na internet, considerando comentários positivos e negativos sobre determinadas marcas.

    No setor automotivo foram pesquisadas General Motors, Ford, Volkswagen e Fiat, as quatro maiores montadoras do País. Juntas, elas responderam por 70,8% do mercado entre janeiro e maio deste ano. O INSC é apenas mais um sinal de que as companhias estão perdendo o domínio das vendas. No mesmo período de 2010, as quatro grandes representavam 74,4% dos licenciamentos.

    Enquanto o emplacamento de automóveis avançou 5,9% nos primeiros cinco meses de 2010, as principais montadoras cresceram, em média, 1,25%, perdendo espaço. A Volkswagen garantiu a maior alta, de 4,3%, enquanto a Fiat cresceu 3,3%. Já a Ford e a General Motors registraram retração de 1,5% e 1,1%, respectivamente.