Scania anuncia promoções no Brasil

Leoncini assume posição de Podgorski, agora VP para América Latina.

Por Automotive Business
  • 20/08/2010 - 00:00
  • | Atualizado há 2 months
  • 2 minutos de leitura
    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social

    Redação AB

    Roberto Leoncini, atual diretor de vendas de veículos da Scania para o Brasil, assume em outubro a direção geral de vendas e serviços, substituindo Christopher Podgorski, que será o vice-presidente de vendas e marketing para a América Latina.

    Leoncini comandará as atividades de pré-venda, vendas de caminhões e ônibus, novos e usados, a oferta de serviços, peças e assistência técnica, além de finanças, marketing e comunicação comercial, com atuação junto a uma centena de representantes da Scania. O Brasil, historicamente o maior mercado mundial para a marca em caminhões, ônibus e motores, passou a ocupar a liderança em peças pela primeira vez ano passado.

    "A crise mundial afetou praticamente todos os mercados da Scania, mas o Brasil foi o que apresentou recuperação mais rápida. Superamos em julho deste ano o total de vendas de caminhões do ano passado. Com todos os nossos produtos renovados mesmo durante a crise e com a oferta de serviços ampliada, temos totais condições de responder à demanda", analisa Leoncini.

    Paulistano, Leoncini é casado e tem 47 anos. Formado em engenharia industrial mecânica, tem MBA em gestão empresarial. Iniciou sua carreira na Scania em 1988 como representante distrital em vendas de caminhões, passando a gerente de soluções de negócios em 2001. Entre 2004 e 2008 ocupou o cargo de gerente executivo de vendas de caminhões e, em agosto de 2008, tornou-se diretor de vendas de veículos no Brasil.

    Christopher Podgorski, paulistano de origem inglesa e polonesa, tem 52 anos, é casado e pai de dois filhos. Na Scania desde 1998, vai assumir a vice-presidência de vendas e marketing para a América Latina, que é uma das três vice-presidências da montadora para a região, junto com a de economia e finanças e a de produção e desenvolvimento. Ele cuidará da relação comercial das Unidades de Negócios e dos distribuidores independentes da Scania na América Latina com a fábrica brasileira.