Scania vai a Doria falar sobre investimento em São Bernardo

Produção da nova geração de caminhões Scania em São Bernardo: mais investimentos

Por REDAÇÃO AB
  • 03/05/2019 - 18:30
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    O governador João Doria divulgou vídeo em suas redes sociais (veja mais abaixo) anunciando que no próximo dia 21, às 10h, irá à fábrica da Scania em São Bernardo do Campo (SP) para o anúncio de novo investimento na unidade, que completa 57 anos de operação. Entre representantes da empresa e do governo presentes na reunião no Palácio dos Bandeirantes na quinta-feira, 2, ao lado de Doria estavam o presidente da Scania América Latina, Christopher Podgorski, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, e o secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles.

    O valor do investimento não foi divulgado, mas especula-se que poderá ser beneficiado pelo programa IncentivAuto, que prevê abatimentos graduais no ICMS de produtos que sejam originados de investimentos a partir de R$ 1 bilhão e que gerem no mínimo 400 empregos – o incentivo começa em 2,5% e pode chegar ao teto de 25% para projetos acima de R$ 10 bilhões, como o anunciado pela GM em março passado.

    Quando foi anunciado o investimento da GM, Doria declarou que, em tese, empresas com programas de investimento ainda em curso poderiam fazer uso dos benefícios do IncentivAuto. É o caso da Scania, que tem em andamento projeto de R$ 2,6 bilhões no período 2016-2020. Até o fim do ano passado, a empresa afirma ter aplicado R$ 1,5 bilhão do programa, em recursos direcionados à modernização de diversas áreas da fábrica de São Bernardo, principalmente para adaptar as linhas de produção que este ano começaram a fabricar a nova geração de caminhões da marca sueca no Brasil.

    No mesmo vídeo divulgado em suas redes sociais, Doria liga o investimento da Scania a outro da Sabesp, a ser anunciado na mesma data, para a produção no Estado de biogás (provavelmente originado do tratamento de esgotos). Em uma tímida declaração, no fim da gravação Podgorski agradece pela “reunião para falar sobre a jornada de sustentabilidade da Scania”. Essa menção sugere que o investimento poderá ser em caminhões movidos a biometano, que já estão no leque internacional de produtos da Scania, inclusive como uma das opções na nova geração de veículos produzidos em São Bernardo, como alternativa que reduz significativamente as emissões de poluentes e CO2 na atmosfera.