Sindipeças leva 23 fabricantes a Dubai

Empresas miram reposição do Oriente Médio, com frota semelhante à nossa

Por REDAÇÃO AB
  • 05/05/2016 - 09:50
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 51 segundos de leitura
    O Sindicato Nacional de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) levará 23 fabricantes brasileiros de autopeças para a Automechanika Dubai, feira do setor que ocorre nos Emirados Árabes de 8 a 10 de maio. A ação é coordenada pelo Projeto Brasil Auto Parts –Trusted Partners, parceria do Sindipeças com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

    As empresas que apresentarão seus produtos no pavilhão brasileiro, de 216 metros quadrados, são Autolinea, Autotravi, Baterias Moura, Biagio, Chiptronic, Freios Controil, Duroline, Fras-le, Fremax, Freios Farj, Frum, Keko, Maringá Soldas, Reserplastic, RIC Componentes, Riosulense, Schadek, Suporte Rei, Suspensys, Vannucci, Vipal, Zen e Zinni & Guell.

    É a décima vez que a entidade participa da mostra. “Dubai é a porta de entrada para todo o Oriente Médio, onde muitos países têm frotas semelhantes à brasileira, com possibilidades, portanto, de fornecimento para o mercado de reposição”, afirma o conselheiro do Sindipeças Elias Mufarej.

    Com a queda na produção de veículos no Brasil, as vendas de autopeças para o mercado interno de reposição e as exportações têm sido especialmente importantes para o desempenho do setor. Em 2015 elas representaram, respectivamente, 17,7% e 20% do faturamento do setor.

    No ano passado, os embarques brasileiros de autopeças, para cerca de 180 países, somaram US$ 7,6 bilhões. Estimativas do Sindipeças indicam crescimento de 5% para este ano.