Toyota integra grupo de empresas automotivas para fabricar respiradores

Produção de respiradores em projeto voluntário que integra montadoras e outras empresas do setor automotivo

Por REDAÇÃO AB
  • 29/05/2020 - 21:23
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura


    A Toyota se uniu a outras empresas do setor automotivo em um projeto voluntário e inédito coordenado pela Mercedes-Benz para juntas fabricar 4 mil respiradores em auxílio à KTK, companhia fabricante de equipamentos hospitalares, localizada em São Paulo. Para colaborar com a produção dos equipamentos, a montadora implantou o Sistema Toyota de Produção (TPS), que visa aumentar a eficiência dos processos e reduzir os custos operacionais e de manufatura do aparelho, que se tornou item fundamental no tratamento de pacientes com a Covid-19.


    Além da Mercedes-Benz e agora a Toyota, a rede voluntária de apoio à produção de respiradores é formada por Bosch, General Motors (GM) e Caoa Chery, além de ABB, Flex, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander.

    “Recebemos o convite da Mercedes-Benz, que compartilha a liderança do projeto juntamente com as empresas Flex e KTK, para participarmos da rede colaborativa por meio do fornecimento de mão de obra, com o objetivo de aumentarmos a produção de respiradores”, afirma o diretor de assuntos regulatórios e governamentais da Toyota do Brasil, Roberto Braun.



    A equipe de funcionários da Toyota conta com 11 pessoas na área de produção e três especialistas em TPS, que buscam alcançar a marca de 70 unidades produzidas por dia junto com os demais integrantes da iniciativa.

    “Sabemos da importância de nos unirmos neste momento para combater o novo coronavírus, visando o bem-estar da sociedade na qual estamos inseridos. Essa foi mais uma maneira que encontramos de colaborar neste momento em que a demanda global por este tipo de equipamento aumentou consideravelmente”, completou Braun.