Venda de veículos comerciais recua 3,8% na Europa

No acumulado do ano, porém, houve crescimento de 43,9%; Acea dá mostras de não se preocupar com falta de insumos

Por REDAÇÃO AB
  • 24/06/2021 - 16:47
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    De acordo com o balanço mensal divulgado pela Acea – entidade que reúne as montadoras de europeias – as vendas de veículos comerciais em maio tiveram retração de 3,8% em relação aos números de abril. No total, foram emplacados 205.184 modelos em maio, contra 213.096 unidades em abril (lembrando que esses dados se referem aos mercados da União Europeia, Efta (Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suécia) e Reino Unido).

    Mas se o resultado foi negativo em maio, a entidade registrou crescimento expressivo de 48,5% no acumulado dos cinco primeiros meses deste ano, com 1,049 milhão de veículos licenciados, contra 706.471 no mesmo período de 2020 – que foi fortemente impactado pelos efeitos da pandemia. O mesmo ocorre ao se analisar as vendas de maio deste ano com as do quinto mês do ano passado (123.515 unidades), o que corresponde a um avanço de 66,1%.

    Publicidade



    Por segmento, os comerciais leves e vans somaram 173.268 unidades emplacadas em maio, contra 180.048 em abril, o que representa recuo de 3,8%. Veículos pesados (acima de 16 toneladas) somaram 23.809 exemplares comercializados em maio, frente aos 25.201 de abril (queda de 5,5%). Já os médios e pesados (até 16 toneladas) registraram 29.617 veículos vendidos no quinto mês do ano, contra 30.804 licenciamentos no anterior (retração de 3,8%), enquanto os ônibus contabilizaram 2.299 modelos novos licenciados em maio, contra 2.244 um mês antes, com avanço discreto de 2,4%.

    Apesar dos resultados negativos em maio em relação aos de abril, chamou a atenção o fato de a Acea não mostrar qualquer sinal de preocupação com a possível falta de insumos (nem mesmo semicondutores) em seu comunicado, preferindo destacar os números positivos na comparação com os do ano passado.