Vendas de caminhões e ônibus recuam no 1º bimestre

Desempenho negativo em ambos os segmentos provoca queda de 1,3% no licenciamento total de pesados

Por REDAÇÃO AB
  • 02/03/2020 - 18:45
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    O segmento de veículos pesados registrou desempenho negativo no primeiro bimestre do ano, com volumes menores de vendas tanto para caminhões quanto para ônibus na comparação com mesmo período do ano passado, de acordo com balanço divulgado na segunda-feira, 2, pela Fenabrave, que reúne o setor de distribuição.


    Foram licenciados pouco mais de 13,6 mil caminhões nos dois primeiros meses de 2020, volume que ficou 0,4% abaixo do registrado há um ano. Já os emplacamentos de ônibus fecharam com menos de 4 mil, recuo de 4,6% na mesma base de comparação. A soma dos dois segmentos resultou em 17,6 mil veículos pesados vendidos no bimestre, volume 1,3% menor do que no ano passado.

    No comparativo mensal, os licenciamentos de pesados também tiveram desempenho negativo. Em fevereiro, as vendas de caminhões diminuíram 9,4%, passando de 7,1 mil em janeiro para 6,5 mil. Nos ônibus, a queda foi de 14,6%, para 1,8 mil chassis.

    Com isso, o segmento de veículos pesados teve retração de 10,6% das vendas na passagem de janeiro para fevereiro. Apesar disso, a média diária foi melhor: para cada um dos 18 dias úteis de fevereiro, foram emplacados 463 veículos pesados, entre caminhões e ônibus, contra 424 unidades em cada um dos 22 dias úteis de fevereiro.



    - Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
    - Veja outras estatísticas em AB Inteligência