Vendas de implementos avançam 48% até maio

Segmento pesado continua impulsionando crescimento do mercado ao registrar alta de 63% no período

Por REDAÇÃO AB
  • 13/06/2019 - 15:17
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura
    As vendas de implementos rodoviários avançaram 48% no acumulado de janeiro a maio na comparação com iguais meses do ano passado ao atingir o total de 46,6 mil unidades, segundo dados divulgados na quinta-feira, 13, pela Anfir, associação das fabricantes. O mercado continua sendo impulsionado pelo segmento pesado, de reboques e semirreboques, cujo crescimento chegou a 63% no período, totalizando 25,5 mil unidades.



    - Faça aqui o download dos dados da Anfir
    - Veja outras estatísticas em AB Inteligência



    O segmento leve também registrou aumento das vendas: em cinco meses, o volume evoluiu 33% também no comparativo anual, passando de 15,8 mil para 21 mil unidades, que consideram as carrocerias sobre chassis.

    No mercado em geral, segundo a Anfir, das 22 categorias avaliadas pela entidade, dezoito registraram desempenho positivo no período. Quatro registram queda dos volumes, dos quais três no segmento pesado (canavieiro, baú frigorífico e tanque inox/alumínio) e um leve (baú lonado).

    No processo de recuperação é importante que todos os segmentos reajam de forma a termos o mercado sustentável”, analisa Norberto Fabris, presidente da Anfir. “O mercado saudável reage de forma uniforme com os negócios acontecendo em diversos segmentos, provando que a economia está se reagindo como um todo e não somente em alguns setores”, completa.

    No caso do segmento pesado, composto por 15 diferentes categorias, Fabris explica a representatividade do resultado negativo para baú frigorífico, tanque e canavieiro: “Os dois primeiros são produtos importantes, mas como seu volume é pequeno no momento, eles têm pouca influência no resultado da indústria”, afirma. No mercado canavieiro, há um recuo das vendas por questão sazonal: o momento atual é de colheita no maior estado produtor, que é São Paulo, cujos trabalhos iniciaram em abril. “As vendas de produtos desse segmento são feitas antes da safra”, aponta.

    No setor leve, com categorias listadas pela Anfir, o desempenho negativo do baú lonado se deve a uma pequena diferença: foram 120 unidades emplacadas este ano contra as 126 de um ano atrás: “A diferença de seis produtos é tão pequena que é como se as vendas tivessem sido iguais”, considera o presidente da Anfir.