Vendas recuam em julho

Mas o mês deve fechar com crescimento sobre junho e acumulado do ano passará de 2 milhões

Por PEDRO KUTNEY, AB
  • 15/07/2013 - 16:20
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura
    O mercado de veículos leves andou para trás no início deste segundo semestre, com tendência de recuo nos negócios. Segundo levantamento preliminar da consultoria Carcon Automotive, com base nos licenciamentos de carros novos registrados pelo Renavam até a sexta-feira, 12, foram emplacados 132,7 mil automóveis e comerciais leves nas duas primeiras semanas de julho. Com isso, a média de vendas no período caiu 13%, para 13,3 mil por dia útil, ou 2 mil unidades a menos em comparação aos 15,3 mil/dia nos 11 primeiros dias úteis de junho.

    É esperada aceleração desse ritmo na segunda quinzena, pois na primeira metade do mês o feriado estadual em São Paulo em 9 de julho causou retração natural dos emplacamentos no Estado, que abriga 32% da frota nacional de veículos, segundo o Denatran. Sem essa influência, é provável que os licenciamentos diários de novos cresçam mais rápido.

    Mesmo que isso não aconteça e a atual média diária seja mantida, julho ainda fecharia em alta sobre o mês anterior, com pelo menos 305 mil veículos leves emplacados, o que significa crescimento de 0,8% ante junho. Isso porque este mês tem 23 dias úteis, enquanto junho teve 20. Mas, na comparação a julho de 2012, o ritmo de vendas atual sinaliza para queda mensal de em torno de 10%.

    No acumulado do ano o resultado ainda é positivo, pois os emplacamentos vão passar a marca de 2 milhões de veículos leves mais cedo do que ocorreu em 2012. Os primeiros sete meses de 2013 devem fechar com, no mínimo, 2,01 milhão de automóveis e comerciais leves vendidos, em alta de 1,4% sobre o mesmo período do ano passado, quando 1,98 milhão foram licenciados.