Volkswagen Gol e Fox ganham série especial Rock in Rio

Versões trazem bons itens de série e detalhes exclusivos no acabamento

Por Mário Curcio, AB
  • 18/07/2011 - 09:49
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Mário Curcio

    Os Volkswagen Gol e Fox ganharam a série especial Rock in Rio. Os carros trazem o logotipo do megashow musical e vários detalhes exclusivos por fora e por dentro. O Gol Rock in Rio usa como base a geração 5, tem motor 1.0 e preço inicial de R$ 35.350. o carro chega às concessionárias a partir de 25 de julho. De acordo com a VW serão produzidas 900 unidades por mês da série.

    Já o Fox comemorativo vem com motor 1.6, terá produção mensal menor, de 350 unidades, e chega às partir de 22 de agosto com preço inicial sugerido em R$ 40.990. As vendas da série especial vão até setembro para os dois modelos. “Esses carros foram criados porque a Volkswagen é patrocinadora do evento e costuma fazer parcerias desse tipo”, afirma Henrique Sampaio, gerente de marketing da Volkswagen. “São carros com que o público se identifica.”

    Tanto o Gol como o Fox Rock in Rio trazem de série direção hidráulica, acionamento elétrico para travas e vidros dianteiros, som completo com controles no volante, rodas de liga leve (aro 14 no Gol e 15 no Fox), adesivos laterais que remetem ao show e seu logotipo na traseira. Por dentro há detalhes vermelhos em torno do câmbio, das saídas de ar do painel e bordados nos encostos dos bancos. As cores possíveis para a carroceria são branca, azul e vermelha. O ar-condicionado é opcional nos dois modelos.



    Séries especiais estão mais discretas

    Em regra, as séries especiais pegam carona em grandes eventos esportivos (Copa do Mundo, Olimpíadas) para elevar as vendas de determinado modelo. Os fabricantes partem de um carro básico ou intermediário e a equipam com detalhes diferenciados. Houve um período em que as fábricas exageravam na dose, adotando cores externas de difícil aceitação na hora da revenda.