VW Up! mantém menor custo de reparo no País

Reestilização do Up! ajudou a baixar o custo do conserto

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 25/05/2017 - 18:11
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura
    O VW Up! permanece como o hatch compacto à venda no Brasil com o menor custo de reparo em pequenos impactos, segundo estudo Car Group elaborado pelo Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi Brasil). No mês de abril ele manteve o índice 10, o menor possível.

    “Com as modificações feitas em abril pela VW no desenho do Up! (modelo 2018), o comportamento do carro melhorou no teste de impacto em relação ao carro antigo e o custo de reparação baixou. Ele só permaneceu com o índice 10 porque não há nota menor do que esta”, afirma o coordenador técnico do Cesvi Brasil, Alessandro Rubio. O redesenho também teria favorecido o Up! porque o capô agora não é mais afetado no teste feito pelo Cesvi.

    O segundo lugar em abril para os hatches compactos ficou o QQ. O modelo montado pela Chery em Jacareí (SP) obteve índice 15. “O QQ foi favorecido porque tem as lanternas traseiras altas, assim como a tampa do porta-malas, e sua nota melhorou porque a Chery passou a vender separadamente os itens que se danificavam”, diz Rubio.

    Dentro do estudo Car Group, o segmento de hachtes compactos é o que tem o maior número de carros participantes, 14 ao todo. Nessa lista há mais um Chery, o Celer, ranqueado no quarto lugar com índice 18, e outros dois VW, Fox e Gol, ambos empatados em sexto lugar com Renault Sandero e Toyota Etios. Os quatro receberam índice 21.

    A segunda categoria mais disputada no Car Group é a dos sedãs compactos, liderada pelo Toyota Etios Sedan, com índice 18. O Chery Celer Sedan surge na segunda colocação, com 19. O Chevrolet Prisma foi o terceiro colocado com 28, seguido por VW Voyage (29) e Fiat Grand Siena.

    Vale dizer que a classificação varia de 10 a 60, sendo 10 correspondente ao menor custo de reparo e 60, o maior. Volkswagen Up! e QQ foram em abril os melhores não só entre os hatches compactos, mas nas dez categorias avaliadas. O índice é calculado pelo Cesvi Brasil a partir de impactos realizados em seu laboratório. As batidas ocorrem a 15 km/h contra barreiras fixas e atingem somente 40% da largura do carro, afetando o lado dianteiro esquerdo e o traseiro direito.

    Depois disso é feita a cotação do reparo pelo preço das peças afetadas e o tempo de mão de obra necessário. Para ver o ranking do Cesvi acesse aqui.