VWCO entrega 1º caminhão elétrico de série para Ambev

Rodrigo Figueiredo, VP de sustentabilidade da Ambev (esq.), recebeu o caminhão de Roberto Cortes, CEO da VWCO

Por REDAÇÃO AB
  • 28/06/2021 - 13:12
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    A Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) anunciou nesta segunda-feira, 28, que fez a entrega do primeiro caminhão elétrico à Ambev que faz parte de um lote de 100 unidades já encomendadas pela cervejaria. A previsão é que até 2025 a empresa tenha uma frota de 1,6 mil caminhões da marca com emissão zero de poluentes.

    A Ambev já vem utilizando o e-Delivery em suas operações, mas por enquanto tem sido em caráter experimental com um modelo que ainda é um protótipo. A unidade que foi entregue, um e-Delivery 6x2 de 14 toneladas, é o primeiro veículo feito em série da VWCO, que saiu da linha de produção da fábrica de Resende (RJ).

    Publicidade



    Segundo a VWCO, durante este período, o e-Delivery rodou mais de 35 mil km e deixou de consumir mais de 10 mil litros de diesel – total que seria necessário para abastecer o mesmo caminhão na versão convencional a combustão. Com isso, o modelo evitou a emissão de mais de 34 toneladas de CO2 até agora.

    Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de sustentabilidade e suprimentos da Ambev, disse que a jornada de baixo carbono da Ambev começou há quase 20 anos, com foco na eficiência energética e mudanças na sua matriz para biomassa e gás natural. “De lá para cá, temos um imenso orgulho das nossas conquistas e iniciativas pioneiras para que, do campo ao copo, as nossas metas ambientais ambiciosas sejam alcançadas com rapidez. Desde 2003, já reduzimos 63% das nossas emissões como um todo”, declarou.

    O modelo e-Delivery é uma iniciativa pioneira da VWCO, pois foi totalmente desenvolvido pela engenharia brasileira, que iniciou o projeto em 2017, quando apresentou o primeiro protótipo para a direção da matriz na Alemanha.

    “O que estamos fazendo é histórico. Vamos colocar em operação junto com a Ambev uma frota de 100 caminhões elétricos circulando pelas ruas do país até o fim de 2021. Estamos avançando no mesmo ritmo que a tecnologia se desenvolve em economias mais avançadas, como a europeia e a norte-americana, graças ao know-how de nossos engenheiros brasileiros”, comemorou Roberto Cortes, CEO da VWCO.

    No fim de 2019, Cortes estimou que o projeto do e-Delivery, incluindo o desenvolvimento do produto e as alterações necessárias na fábrica de Resende, consumiria algo em torno de R$ 110 milhões do ciclo atual de investimento de R$ 1,5 bilhão que a montadora planeja aplicar no País até 2021 (leia aqui).