Yamaha vai suspender produção de motos em Manaus

Fábrica da Yamaha em Manaus: férias coletivas para as linhas paralisadas

Por REDAÇÃO AB
  • 27/04/2021 - 15:53
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    A mais nova vítima da escassez de insumos para a indústria é a Yamaha. A empresa informou em comunicado oficial divulgado na terça-feira, dia 27, que vai interromper a produção de algumas linhas de motocicletas na fábrica de Manaus (AM) entre os dias 3 e 12 de maio. Ela não informou quais linhas serão atingidas.

    A Yamaha anunciou que vai dar férias coletivas para os trabalhadores da linhas afetadas, mas alertou que a paralisação não vai afetar a produção de motores de popa nem as demais atividades operacionais da área de motos, peças e logística.

    Essa é a primeira vez que a Yamaha precisa interromper sua produção por falta de componentes para a fabricação de motos devido à pandemia de Covid-19, que tem provocado um desajuste no fornecimento mundial de insumos para a indústria automotiva. A Honda já havia paralisado a fabricação de motos em Manaus neste ano, em janeiro, mas a ação foi motivada pelo aumento de casos de contaminação do coronavírus no Amazonas (leia aqui).

    Leia abaixo o comunicado oficial da Yamaha:

    “Considerando a situação adversa na cadeia de suprimentos decorrente da crise de abastecimento causada pelos efeitos da pandemia do coronavírus, e visando ajustar o fluxo do recebimento de insumos, a Yamaha suspenderá as atividades em algumas de suas linhas de produção de motocicletas, no período de 3 a 12 de maio.

    Nas linhas afetadas, os colaboradores estarão em férias coletivas.

    A produção de motores de popa, bem como as demais atividades operacionais da Yamaha Motor da Amazônia, Yamaha Motor Componentes da Amazônia e da Yamaha Logística permanecerão em plena atividade durante esse período.”