ZF fornece novas transmissões automatizadas ao Ford Cargo no Brasil

Transmissões automatizadas ZF EcoTronic (esq.) e TraXon estreiam no Brasil nos caminhões Ford Cargo

Por REDAÇÃO AB
  • 04/02/2019 - 16:40
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura
    Os caminhões da família Ford Cargo Torqshift são os primeiros a utilizar as novas transmissões automatizadas da ZF que estão sendo lançadas no mercado brasileiro: o câmbio TraXon, de 12 marchas, equipa os modelos C2631, C3131 e C3133, enquanto a EcoTronic, de 9 marchas, faz sua estreia em produtos da montadora com os modelos C1419, C1519 e C1719.

    Segundo o diretor de vendas da ZF América do Sul, Silvio Furtado, esta é a primeira aplicação destas tecnologias no Brasil, parte delas já fornecidas pela fábrica da ZF de Sorocaba (SP).

    “A EcoTronic será totalmente montada no Brasil já em 2019, enquanto a TraXon, que momentaneamente é importada da Alemanha, será produzida em Sorocaba a partir de 2020”, revela.

    Tanto a TraXon como a EcoTronic receberão o conjunto de embreagens ZF modelos 430 push type e 362 push type, respectivamente. Além destes produtos, vários modelos da marca recebem componentes de chassis da ZF.

    De acordo com Furtado, foram aplicadas pequenas alterações nas transmissões, eventualmente relacionadas às interfaces com o powertrain. Com relação ao software, a adaptação foi maior para atender os requisitos da Ford. Em ambos os casos, a programação das transmissões foi realizada entre as engenharias da ZF do Brasil e Alemanha, embora a maior parte foi de responsabilidade da equipe local. Vários testes foram conduzidos pelas equipes, entre eles os de bancada na Alemanha, com dinamômetros, além dos testes veiculares no campo de provas da própria Ford e em frotistas que atuam no mercado brasileiro.

    “Com as novas transmissões da ZF, podemos considerar que os pontos mais fortes alcançados foram desempenho e conforto. As trocas de marcha são mais silenciosas e rápidas e entregam maior robustez dos componentes eletromecânicos. Além disso, também buscamos redução do consumo de combustível em conjunto com o fabricante de motor e a Ford”, completa.

    Entre os ajustes, a pedido da Ford a ZF desenvolveu a função “Low” para ambas as transmissões. Com ela, os caminhões conseguem entregar auxílio em situações de frenagem e declive, além de estratégias específicas de condução, como a função atoleiro, que auxilia na partida do veículo em terrenos com baixa aderência, como o arenoso, por exemplo.