Automotive Business
  
News Mobility Now

Mobility Now

Ver mais notícias
Stellantis anuncia programa de criptomoedas para Fiat 500 elétrico

Elétricos | 17/03/2021 | 12h10

Stellantis anuncia programa de criptomoedas para Fiat 500 elétrico

Novo modelo de carro elétrico da companhia renderá “KiriCoins” ao motorista que dirigir o carro

REDAÇÃO AB



A Stellantis, holding multinacional dona de marcas como Fiat, Jeep e Peugeot, entre muitas outras, anunciou na segunda-feira, 15, a inauguração de um novo serviço para os compradores dos modelos recentes do Fiat 500 elétrico na Europa. Por meio de um sistema de pontos, a empresa irá recompensar com criptomoeda os motoristas que dirijam bastante o carro.

Batizado de e-Mobility e desenvolvido em parceria com a empresa Kiri Technologies, o programa se estenderá a compradores dos três modelos lançados este ano do Fiat 500, veículo elétrico que é uma das principais apostas da marca de mobilidade com menor impacto ambiental.

Ao dirigir o carro, uma criptomoeda chamada KiriCoin, atualmente disponível apenas em 13 países europeus, é automaticamente adicionada a uma carteira virtual dentro do app da Fiat. Basta dirigir o veículo para encher o cofre - 1 km percorrido equivale a cerca de um KiriCoin, ao passo que cada KiriCoin equivale a dois centavos de euro. Segundo as estimativas da Stellantis, uma pessoa que anda 10 mil km por ano pode chegar ao fim do período com 150 euros na carteira.

PROGRAMA DE RECOMPENSAS EM CRIPTOMOEDAS



A ideia, afirma a fabricante, é que a iniciativa seja estendida para recompensar outras ações sustentáveis dos clientes, como a compra de energia renovável e a aquisição de produtos orgânicos. No momento, entretanto, o programa existe apenas para o ato de andar com o carro.

Outro benefício do programa serão cupons de desconto e promoções em plataformas como Amazon, Netflix e Spotify para os motoristas que atingirem uma pontuação alta em um ranking de eficiência do estilo de direção, reconhecendo os donos de carro capazes de conduzir o veículo de forma otimizada, reduzindo o consumo de energia. A Stellantis não detalhou quais serão os critérios para pontuar bem nesse ranking, mas disse que os benefícios estarão disponíveis para toda a Europa.

SUSTENTÁVEL, PERO NO MUCHO



Vale dizer que, embora o programa seja feito para estimular a sustentabilidade, a opção pela criptomoeda como recompensa pode ter o efeito contrário. O motivo é que o poder de processamento necessário para lidar com as transações desse tipo requer uma quantidade massiva de energia elétrica. Levantamento recente da Universidade de Cambridge aponta que o processamento de Bitcoin requer algo entre 40 e 445 terawatt hora (TWh) por ano. Para efeito de comparação, o consumo anual de energia de todo o Reino Unido é de 300 TWh. É preciso que o mercado fique atento a como as movimentações em criptomoeda podem ter efeitos devastadores sobre o meio ambiente.



Tags: carros elétricos, Fiat, criptomoeda, Stellantis, KiriCoin, Fiat 500.

Mobility Now