Automotive Business
  
News Mobility Now

Mobility Now

Ver mais notícias
Ford estabelece metas de curto prazo para reduzir emissões
Ford vai investir US$ 1 bilhão na transformação de sua fábrica na Alemanha

Indústria | 31/03/2021 | 20h15

Ford estabelece metas de curto prazo para reduzir emissões

Novo objetivo agora é baixar emissões em 76% até 2035, o que permitirá atingir a neutralidade de carbono até 2050

REDAÇÃO AB



A Ford divulgou o seu relatório anual de sustentabilidade na quarta-feira, 31, que inclui novas metas para serem alcançadas em curto prazo, que vão ajudá-la a se tornar neutra em carbono até 2050, como havia sido anunciado no relatório anterior, de 2020. De acordo com o comunicado, o objetivo agora é reduzir as emissões globais de gases de efeito estufa em 75% até 2035, tendo como base os números contabilizados em 2017. Além disso, a empresa espera cortar pela metade a emissão dos mesmos gases em seus veículos até 2035, usando os dados de 2019 como referência. Para completar, o grupo lembrou novamente que pretende utilizar 100% de energia obtida por meio de fontes renováveis de origem local em todas as suas fábricas até 2035, assim como eliminar todos os aterros de resíduos em suas instalações.

“O sucesso em sustentabilidade requer um negócio financeiramente saudável, e a saúde financeira depende da eficácia nas áreas de sustentabilidade. Combinar esses temas em um único relatório significa que, mais do que nunca, os investidores e outras partes interessadas querem saber não somente o que você planeja fazer, mas como pretende fazer e de que forma vai gerenciar os riscos ao longo do processo”, afirmou John Lawler, diretor financeiro da Ford, em comunicado.

Vale lembrar que a montadora anunciou, no início deste ano, que pretende investir US$ 22 bilhões em veículos eletrificados até 2025, com a maior parte dessa verba sendo destinada ao desenvolvimento de novos modelos movidos a bateria. A Ford planeja lançar as versões elétricas da van Transit e da picape F-150 no mercado americano neste ano e em 2022, respectivamente. Já na Europa, os planos incluem a oferta de veículos comerciais com emissão zero até 2024, enquanto os automóveis de passageiros serão totalmente elétricos ou híbridos plug-in até 2026 e 100% elétricos movidos a bateria até 2030. Para isso, está sendo investido US$ 1 bilhão na transformação da fábrica da empresa, em Colônia, na Alemanha.

Em seu relatório, a montadora afirmou ainda que as suas instalações em todo o mundo enviaram cerca de 17,5 mil toneladas de resíduos para aterros em 2020, com redução de 36% em relação ao ano anterior. A Ford também pretende diminuir seu consumo de água doce em 15% até 2035, ao mesmo tempo em que afirmou já ter economizado ais de 12,5 bilhões de galões de água desde 2000.



Tags: Inovação, indústria, Ford, elétricos, emissão zero, neutralidade, gases de efeito estufa, sustentabilidade, John Lawler.

Mobility Now