Automotive Business
  
News Mobility Now

Mobility Now

Ver mais notícias
Tesla chinesa, Nio chega ao mercado europeu

Estratégia | 06/05/2021 | 18h0

Tesla chinesa, Nio chega ao mercado europeu

Com seus carros equipados com baterias retiráveis, marca começa a vender veículos e a inaugurar postos de recarga este ano

REDAÇÃO AB



A Nio, fabricante de carros elétricos também conhecida como Tesla chinesa pela semelhanças com a montadora do Vale do Silício, anunciou que, a partir deste ano, irá operar na Noruega, seu primeiro mercado na Europa. Dois modelos serão oferecidos para os consumidores: a SUV ES8 e o sedan ET7. O primeiro inicia pré-venda em julho com entrega prevista para setembro. O segundo será vendido no ano que vem.

Além de comercializar os automóveis, a fabricante também irá instalar no país uma rede de postos de recarga. Eles farão uso da tecnologia da montadora que permite retirar e trocar com facilidade a bateria do carro, cortando drasticamente o tempo que precisa ser gasto em um desses postos. O motorista simplesmente entra com o veículo e um sistema automático efetua a troca da bateria vazia por outra carregada.

Esse sistema foi um dos motivos para que o Mobility Now colocasse a Nio como uma das 7 startups de carros elétricos que estão balançando o mercado. A Nio atualmente possui mais de 190 postos de recarga/substituição em 76 cidades e pretende chegar a 500 até o fim do ano. Na Noruega, serão quatro estações em 2021 e mais doze em 2022.

Outro serviço que a montadora pretende trazer para o país europeu são as “Nio Houses”. Tratam-se de espaços de convivência com cafés, estações de trabalho e ativações da marca para clientes. Algo como estandes de feira de exposições, só que com localidades fixas. A primeira unidade será inaugurada na capital Oslo este ano e mais quatro deverão ser abertas em 2022.

A Nio cresceu 113% em 2020 e era questão de tempo até que ela começasse a expandir seus negócios para fora da Ásia. Recentemente, a empresa comemorou nas redes a produção de seu carro de número 100 mil. O próximo mercado no continente deve ser o Reino Unido, onde a empresa já tem centros de teste.



Tags: Nio, Tesla, china, troca de baterias, Europa, Noruega.

Veja também

Mobility Now