Automotive Business
  
News Mobility Now

Mobility Now

Ver mais notícias
Voltz recebe aporte de R$ 100 mi e vai construir fábrica de motos elétricas

Negócios | 24/05/2021 | 13h55

Voltz recebe aporte de R$ 100 mi e vai construir fábrica de motos elétricas

Montante aplicado pela Creditas vai permitir expansão de operações e produção inicial de 15 mil unidades por mês

REDAÇÃO AB



A empresa de tecnologia para mobilidade elétrica Voltz recebeu um aporte de R$ 100 milhões em rodada de investimento liderada pela Creditas. Parte do capital será utilizado para a instalação de uma fábrica de motos elétricas no Polo Industrial de Manaus, com investimento inicial de R$ 10 milhões.

A operação deve começar este ano e concentrará toda a produção e montagem das motos. Inicialmente, a capacidade de produção será de 15 mil unidades por mês. Também serão fabricadas peças, como pedais, retrovisores, pastilhas, discos de freios, segundo comunicado oficial da empresa.

Além da Creditas, que investiu R$ 95 milhões, a rodada de investimento contou com a participação do UVC Investimentos, fundo de Venture Capital do Grupo Ultra, companhia multinegócios responsável por empresas como Ipiranga e Ultragaz.

O UVC investiu R$ 5 milhões que, segundo a Voltz, possibilita parcerias também com os negócios do grupo, como showrooms pop-up e estações de troca de bateria nos postos Ipiranga.

O objetivo da Voltz para este ano é multiplicar cinco vezes sua receita operacional. A empresa já vendeu mais de 4 mil veículos no país, entre scooters e moto EVS. Em 2019, a marca lançou o modelo EV1, a primeira scooter elétrica concebida no Brasil.

As vendas são feitas exclusivamente por canais digitais. Entre as opções de configuração, as motos Voltz podem ser equipadas com até duas baterias para aumentar a autonomia. Segundo a marca, a scooter EV1 alcança 180 km de autonomia e 75km/h de velocidade máxima. Já a EVS chega até 120 km/h em seu pico de velocidade e também possui 180 km de autonomia.



Tags: Voltz, Creditas, Grupo Ultra, motos elétricas, mobilidade elétrica, investimento, negócios, tecnologia.

Veja também

Mobility Now