Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Caminhões e Ônibus | 12/05/2011 | 19h15

Fábrica da Ford Caminhões, aos 10 anos, estreia Cargo 2012

Unidade prepara comemoração especial para 17 de maio.

Automotive Business

Redação AB

A Ford Caminhões celebra dia 17 de maio os 10 anos de sua fábrica de caminhões em São Bernardo do Campo, SP. O evento, que deve ser prestigiado pelo governador do Estado, Geraldo Alckmin, e pelo prefeito, Luiz Marinho, marcará também o início de produção da família Cargo 2012.

O novo caminhão da Ford chegará ao mercado em onze modelos, dos quais cinco oferecem a opção de cabine-leito. Os veículos atendem a faixa de 13 a 31 toneladas de peso bruto total e tração de até 63 toneladas.

Com desenho atual, o novo Cargo é um projeto global desenvolvimento nos estúdios de design e centro de engenharia de Camaçari, na Bahia, de São Bernardo do Campo, SP, e de Tatuí, onde fica o campo de provas da marca.

A Ford Caminhões tem uma participação de 19% na América do Sul e de 23,9% no Brasil, não computados na estatística os caminhões extrapesados, segmento onde a marca não atual. Na Argentina a Ford tem 23% de mercado e Chile 6%. Na Venezuela, a Ford é líder de mercado com 38% de participação.

“Este é o principal lançamento do ano no segmento de veículos comerciais e com a linha do Novo Ford Cargo 2012 a nossa previsão é crescer nesse mercado. Passamos a oferecer a cabine-leito, versão inédita na Ford, e os nossos modelos ganharam mais competitividade. Estão entre os mais modernos do mundo", afirmou Oswaldo Jardim, diretor de Operações de Caminhões da Ford América do Sul.



Tags: Ford Caminhões, Cargo, caminhões, cabine-leito, Geraldo Alckmin, Luiz Marinho, Oswaldo Jardim.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now