Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 17/05/2011 | 18h40

Pró-Veículo: R$ 5 bi já foram liberados

Créditos de ICMS foram usados para investimentos em SP

Pedro Kutney, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Pedro Kutney, AB

Durante a cerimônia que comemorou os dez anos da linha de produção de caminhões da Ford em São Bernardo do Campo, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, destacou a importância do programa Pró-Veículo para a atração de investimentos do setor automotivo no Estado. Pelas contas do governo estadual, já foram liberados, desde 2007, até R$ 5 bilhões em créditos retidos de ICMS em troca de aportes em unidades de produção local.

“Para a Ford já liberamos R$ 800 milhões em créditos para seus investimentos em São Bernardo e (na fábrica de motores de) Taubaté”, disse o governador em discurso para a diretoria e empregados da empresa na planta do ABC paulista. Somente para a linha de caminhões foram R$ 239 milhões, em contrapartida aos investimentos na unidade, que somam R$ 670 milhões de 2009 a 2013. “O Pró-Veículo sedimentou a base para nossos investimentos aqui”, reconheceu Marcos de Oliveira, presidente da Ford Brasil e Mercosul.

O Pró-Veículo acelera a liberação de créditos tributário de ICMS aos quais empresas exportadoras já tinham direito, segundo a legislação brasileira que isenta as exportações de impostos. Contudo, até a criação do programa em São Paulo, em 2007, esses créditos ficaram parados por anos, não eram devolvidos às montadoras – como ainda acontece em muitos estados. O governo paulista criou o plano para acelerar os pagamentos como forma de atrair investimentos do setor, já que esses valores dificilmente seriam recebidos de outra forma. O sistema não envolve dinheiro, mas o abatimento de impostos estaduais devidos.

“O Pró-Veículo é uma lei importante e inteligente, porque incentiva investimentos e criação de empregos”, disse Luiz Marinho, prefeito de São Bernardo, lembrando que no fim dos anos 90, sem incentivos, muitas indústrias da região, incluindo a própria Ford, ameaçaram deixar o ABC. “Hoje muitas voltaram a investir aqui, porque provamos que somos produtivos”, destacou.

O programa é uma resposta do governo paulista aos gordos incentivos fiscais federais e estaduais oferecidos por outros estados para atrair novas fábricas de veículos, como foi o caso do Paraná, Bahia e, mais recentemente, Pernambuco. O fato é que após a criação do Pró-Veículo todas as montadoras instaladas no Estado de São Paulo voltaram a investir em modernização de linhas, aumento de capacidade e novos produtos, aproveitando dessa forma boa infraestrutura logística e maior proximidade dos fornecedores, além dos créditos em si.



Tags: Pró-Veículo, São Paulo, ICMS, investimento, setor automotivo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

Mobility Now

ABTV

Mobility Now