Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 03/06/2011 | 07h56

Demanda por aço no Brasil cresce forte

Sem investimentos, País terá que importar.

Agência Estado

Chiara Quintão, Agência Estado

Se não forem feitos novos investimentos em siderurgia no Brasil haverá necessidade de importação de mais aço futuramente, disse o diretor executivo de Marketing, Vendas e Estratégia da Vale, José Carlos Martins, nesta quinta-feira, 2. "Acreditamos que a demanda por aço no Brasil está crescendo forte", afirmou o executivo, após palestra no 22º Congresso Brasileiro do Aço, evento organizado pelo Instituto Aço Brasil (IABr), em São Paulo.

Na avaliação de Martins, existe potencial para o Brasil produzir no mínimo 90 milhões de toneladas de aço em 2020. A capacidade produtiva do setor atual é de 47,4 milhões de toneladas de aço bruto, segundo o IABr.

De acordo com o executivo, está havendo no mundo hoje uma revolução que ele chamou de "urbanizacional", referindo-se ao processo de urbanização que tem ocorrido não só na China, mas também em outros países como Indonésia e Brasil.



Tags: Vale, IABr, aço, Congresso Brasileiro do Aço.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now