Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Automóveis e Comerciais Leves | 10/08/2011 | 18h28

Festa para o Romi-Isetta aos 55 anos

55 carros se reúnem em Santa Barbara d'Oeste.

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Foto: o Romi-Isetta do filme Absolutamente Certo, com Anselmo Duarte.

Redação AB

A Fundação Romi organiza o terceiro Encontro Nacional de Romi-Isettas em 3 de setembro, a partir das 9 horas, em Santa Bárbara d’Oeste, SP, para homenagear os colecionadores do veículo pioneiro na indústria automobilística brasileira. A expectativa é reunir 55 carros, vindos de diversas partes do País, para comemorar os 55 anos do lançamento, em 5 de setembro de 1956. Haverá uma carreata pelas ruas centrais da cidade, até a Estação Cultural, onde será promovida uma exposição.

Na Estação serão entregues troféus aos colecionadores, com a presença confirmada de ex-funcionários das Indústrias Romi que participaram da produção do automóvel, como Mário Pacheco Fernandes, de 80 anos, que trabalhou no lançamento e na área de marketing.

História

O Romi-Isetta foi o primeiro carro fabricado em série no Brasil, produzido de 1956 a 1961 pelas Indústrias Romi S.A., fundada em 1930 por Américo Emílio Romi e Carlos Chiti. A Romi buscou na Itália o projeto do Iso Isetta, desenvolvido pelo engenheiro aeronáutico Ermenegildo Preti e seu colaborador Pierluigi Raggi para a empresa italiana Iso, de Milão.

O lançamento ocorreu com uma caravana composta pelos primeiros 16 carros, que seguiram pelas principais ruas de São Paulo. Foram produzidas cerca de três mil unidades. Os fabricantes consideram que o veículo incorporou conceitos tecnológicos de aviação e aerodinâmica avançados. O projeto traz estilo marcante (assinado pelo designer italiano Giovanni Michelotti), com porta frontal única, motor transversal. O Romi-Isetta pode transportar 2 adultos e uma criançaa até 85 km/h, fazendo 25 km com um litro de gasolina.

Atores, cineastas e outros artistas e personalidades se reuniam em torno do Clube dos Proprietários de Romi-Isetta, para passeios. Alguns dos passeios mais notáveis incluíram caravana São Paulo–Rio, organizada pelo cineasta e fundador do Clube, Anselmo Duarte, para marcar o lançamento de seu filme "Absolutamente Certo", que utiliza um Romi-Isetta como protagonista. Outro momento histórico foi a participação na Caravana de Integração Nacional, em 2 de junho de 1960, com o presidente JK entrando em Brasília em um Romi-Isetta.

O Romi-Isetta teve seu ciclo de vida encerrado em 1961. Hoje, com as questões ambientais, urbanísticas e energéticas, volta-se a falar do carro, cujos conceitos inovadores vêm sendo aplicados em veículos urbanos de nova geração.



Tags: Romi-Isetta, Fundação Romi, JK, Anselmo Duarte.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now