Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Caminhões e Ônibus | 04/01/2012 | 17h48

Fenabrave prevê aumento das vendas de pesados no 1º trimestre

Negócios serão focados em produtos Euro 3

Sueli Reis, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Sueli Reis, AB

A antecipação de compra de veículos comerciais pesados Euro 3 deve ocorrer com a intensidade esperada pelo setor no primeiro trimestre de 2012, projetou o presidente executivo da Fenabrave, Alarico Assumpção, durante a primeira coletiva de imprensa do ano realizada nesta quarta-feira, 4, em São Paulo. “O que não ocorreu no último trimestre de 2011 será observado neste primeiro trimestre: as compras do período estarão concentradas no Euro 3 e o principal fator para que isto ocorra é a diferença no preço com relação aos caminhões Euro 5.”

Pelas novas regras do Proconve P7, que entrou em vigor no domingo, 1º, a indústria só poderá produzir caminhões e ônibus dotados de tecnologia Euro 5, enquanto os caminhões Euro 3, produzidos até 31 de dezembro de 2011 e destinados ao mercado nacional poderão ser repassados às redes de concessionárias até 31 de março deste ano.

O novo presidente da Fenabrave, Flávio Meneghetti, em sua primeira coletiva à frente da entidade lembrou outro fator que deve impulsionar o segmento veículos pesados em geral. “Em ano eleitoral para municípios haverá fortes investimentos em infraestrutura, o que aumenta a necessidade de caminhões e máquinas para atender essa demanda.”

Bom ano

O mercado nacional de veículos pesados encerrou 2011 com a venda de 207.410 unidades, somando caminhões e ônibus, volume 11,54% superior ao registrado no ano anterior, quando foram comercializadas 19.188 unidades. No mesmo comparativo, as vendas de caminhões cresceram 9,69%, para 172.661 unidades, enquanto as de ônibus chegaram a 34.749 unidades, aumento de 21,73%. Os dois segmentos representaram 3,63% de participação nas vendas totais de veículos no ano passado, que somou 5,7 milhões, incluindo automóveis, comerciais leves, motocicletas e implementos rodoviários.

Em 2012, a Fenabrave projeta um crescimento de 9,6% nas vendas de caminhões para um total de 189.235 unidades. Ônibus devem somar 39.718 unidades, aumento de 14,30% ante 2011.

Ranking

As três líderes do segmento de caminhões, Volkswagen, que pertence à MAN, Mercedes-Benz e Ford, abocanharam 71,56% do mercado total em 2011: juntas entregaram 123.564 unidades. A VW liderou o ranking com 29,43% de participação e 50,8 mil caminhões vendidos, seguida pela Mercedes-Benz, com fatia de 24,55% e 42,3 mil unidades e Ford, 17,58% e 30,3 mil unidades.

Em 2011 as marcas chinesas ganharam destaque, como a Sinotruk, que aparece na sétima posição do ranking, atrás de Volvo, Iveco e Scania, com 879 caminhões vendidos durante o ano passado, segundo a Fenabrave, 44 unidades a mais que a Agrale, marca brasileira que ficou na oitava posição. A JMC, da Effa, aparece na décima colocação com 178 unidades comercializadas e a Foton encerra a lista, com duas unidades.

No ranking de ônibus, a Mercedes-Benz encerrou 2011 com 42,26% de participação do mercado com o total de 14.686 unidades. Volkswagen vem logo atrás, com 11.090 unidades e 31,91% de fatia do mercado, enquanto Marcopolo fechou com 11,38%, para 3.955 chassis.

Confira entrevista com Flávio Meneghetti, presidente da Fenabrave:





Tags: Fenabrave, caminhões, ônibus, veículos pesados, comerciais, Euro 3, Euro 5, Alarico Assumpção, Flávio Meneghetti.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now